background preloader

O roubo da Água

Facebook Twitter

Roberta Carrilho: NESTLÉ ESGOTA FONTES DE ÁGUA MINERAIS NO SUL DE MINAS (SÃO LOURENÇO) por Bob da CMI Brasil. O PRESIDENTE DA NESTLÉ (Peter Brabeck-Letmathe) ACREDITA QUE O ACESSO À ÁGUA NÃO É UM DIREITO PÚBLICO E NEM DIREITO HUMANO.

Roberta Carrilho: NESTLÉ ESGOTA FONTES DE ÁGUA MINERAIS NO SUL DE MINAS (SÃO LOURENÇO) por Bob da CMI Brasil

A PRIVATIZAÇÃO DA ÁGUA É A RESPOSTA PARA O FUTURO. ASSISTA O VÍDEO DA ENTREVISTA AO FINAL DESTE POST. Absurdo é pouco o que eu acho... e através de algumas pesquisas dizem que a Coca Cola e a Nestlé estão de olho em todas as fontes de água mineral no Brasil. Nenhuma escapa ao desejo de controle dessas multinacionais. Estudos técnicos apontam grande rebaixamento nos níveis dos lençóis, poços que chegam a secar em períodos de estiagem, e uma mudança acentuada no processo de mineralização das águas, que faz com que percam seu poder curativo. FilmAmbiente Festival 2013: Vida engarrafada: O Negócio da Nestlé com a Água.

FilmAmbiente Festival 2013: Vida engarrafada: O Negócio da Nestlé com a Água Título original: Bottled Life – Nestlé’s Business with Water Diretor: Urs Schnell Doc | 2012 | 90min | Suíça Sinopse.

FilmAmbiente Festival 2013: Vida engarrafada: O Negócio da Nestlé com a Água

Privatização do aquífero Guarani, nossa maior reserva de água será da Coca-Cola ou da Nestlé. O governo do presidente de facto, Michel Temer, advertido para o efeito extremamente negativo da medida, caso venha a ser adotada, resolveu adiar para o dia 12 de setembro a primeira reunião do conselho do Programa de Parceria e Investimentos (PPI), na qual serão definidas as primeiras concessões e privatizações do governo, acrescentou a fonte.

Privatização do aquífero Guarani, nossa maior reserva de água será da Coca-Cola ou da Nestlé

As negociações com os principais conglomerados transnacionais do setor, entre elas a Nestlé e a Coca-Cola, seguem “a passos largos”. Representantes destas companhias têm realizado encontros reservados com autoridades do atual governo, no sentido de formular procedimentos necessários à exploração pelas empresas privadas de mananciais, principalmente no Aquífero Guarani, em contratos de concessão para mais de 100 anos — acrescentou. Fator estratégico A relevância de um dos maiores mananciais mundial de água doce é tamanha que, há décadas, tem sido alvo da especulação quanto ao seu uso e exploração. 117615 visitas - Fonte: obrasil.online. Roberta Carrilho: NESTLÉ ESGOTA FONTES DE ÁGUA MINERAIS NO SUL DE MINAS (SÃO LOURENÇO) por Bob da CMI Brasil. Anvisa proíbe venda de água mineral da Nestlé, por risco de causar infecções em grávidas e crianças.

RIO - A Anvisa suspendeu a venda e distribuição, em todo o país, do lote 32966047S1 de Água Mineral Natural sem gás de 300ml da marca São Lourenço, produzida pela Nestlé.

Anvisa proíbe venda de água mineral da Nestlé, por risco de causar infecções em grávidas e crianças

O lote, que possui validade até 23/10/2014, apresentou a presença da bactéria Pseudomonas aeruginosa acima do limite estabelecido na legislação sanitária. A bactéria causa alterações de odor e sabor nos alimentos, mas normalmente não representa risco preocupante à saúde da população em geral. No entanto, em crianças, gestantes e pessoas com sistema imunológico fragilizado, a bactéria pode causar infecções, informou a Anvisa.

A amostra foi coletada pela Vigilância Sanitária de Campinas após denúncia de um consumidor que relatou gosto estranho do produto. A vigilância sanitária de Minas Gerais, onde está localizada a fábrica do produto, já foi acionada para adotar as medidas necessárias junto à empresa. A medida tem validade imediata. Nestle Continues Stealing World's Water During Drought. Nestlé is draining California aquifers, from Sacramento alone taking 80 million gallons annually.

Nestle Continues Stealing World's Water During Drought

Nestlé then sells the people's water back to them at great profit under many dozen brand names. The Arrowhead Mountain Water Company bottling plant, owned by Swiss conglomerate Nestle, on the Morongo Indian Reservation near Cabazon, Calif. Photo credit: Damian Dovarganes/AP. The city of Sacramento is in the fourth year of a record drought – yet the Nestlé Corporation continues to bottle city water to sell back to the public at a big profit, local activists charge. The Nestlé Water Bottling Plant in Sacramento is the target of a major press conference on Tuesday, March 17, by a water coalition that claims the company is draining up to 80 million gallons of water a year from Sacramento aquifers during the drought. The coalition, the crunchnestle alliance, says that City Hall has made this use of the water supply possible through a “corporate welfare giveaway,” according to a press advisory.

Nestlé's water privatization push. Conocida periodista y activista revela cómo Nestlé busca privatizar el agua. Abby Martin es una periodista independiente y activista estadounidense.

Conocida periodista y activista revela cómo Nestlé busca privatizar el agua

En los últimos años ha sumado popularidad, pues creó entre otros proyectos su propio medio que promueve el periodismo ciudadano: Media Roots. En un capítulo reciente Martin describe cuál es la filosofía de Nestlé, que de por sí goza de una pésima reputación, respecto del agua. La periodista nos muestra una declaración de Peter Brabeck, director ejecutivo de Nestlé, quien argumenta que el agua debe responder a los criterios del mercado por tratarse de un alimento. Es decir, lo equipara, aún con su carácter único, a cualquier producto de la línea de alimentación; lo separa de su naturaleza como un derecho humano limitado y único, imprescindible para la supervivencia…

Activistas cierran planta de Nestlé en California por lucrar con el agua en tiempos de sequía. En California este año se ha registrado la peor sequía en mucho tiempo.

Activistas cierran planta de Nestlé en California por lucrar con el agua en tiempos de sequía

Nestlé saquea los Grandes Lagos de EUA para llevar agua a China. Los Grandes Lagos, 5 cuerpos de agua que juntos forman el cuerpo de agua dulce más grande del planeta (su superficie es equivalente a Inglaterra) están siendo saqueados en este momento por intereses corporativos.

Nestlé saquea los Grandes Lagos de EUA para llevar agua a China

Desde el 2006, una laguna jurídica en el Compacto de los Grandes Lagos ha permitido que inversores privados exploten los lagos para su beneficio. Nestlé es el principal interesado. La marca Nestlé está vendiendo cargas de agua del Lago Michigan a China, por un precio de $1.8 millones de dólares al día. Y aunque el acuerdo sea estatal, Obama dio su “bendición” para permitir que esto sucediera. El anterior CEO, Peter Barbeck-Letmathe, ha declarado que el acceso al agua debería ser privatizado y no debería ser un “derecho fundamental” porque entonces la gente se siente con derecho a desperdiciarla.