background preloader

ADInstruments

Facebook Twitter

Horário do treino pode potencializar benefício dos exercícios para hipertensos. Pesquisadores descobrem como o músculo se regenera após o exercício. Pesquisa investiga práticas de atividades físicas da população paulistana. Conduzido por pesquisadores da USP com apoio da FAPESP, o projeto ISA-Atividade Física e Ambiente pretende contatar por telefone participantes já entrevistados em etapas anteriores (foto: Governo do Estado de São Paulo/Wikimedia Commons) 14 de setembro de 2020 Agência FAPESP – Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) vinculados ao projeto “Inquérito de Saúde de São Paulo (ISA)”, realizado na capital paulista desde 2003 com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde, vão contatar por telefone voluntários que já foram entrevistados no âmbito do projeto entre os anos de 2014 e 2015.

Pesquisa investiga práticas de atividades físicas da população paulistana

O objetivo é reavaliar as práticas de atividades físicas nesse grupo de participantes A nova etapa da pesquisa foi nomeada “ISA-Atividade Física e Ambiente”. Tem apoio da FAPESP e é coordenada pelo professor Alex Antonio Florindo, da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP. Pesquisadora recebe prêmio internacional por contribuições na área de comportamento sedentário.

Bolsista da FAPESP realiza estudos sobre atividade física em pacientes com artrite reumatoide.

Pesquisadora recebe prêmio internacional por contribuições na área de comportamento sedentário

Homenagem é concedida pela Sedentary Behaviour Research Network, do Canadá (foto: tookapic/Pixabay) 24 de agosto de 2020 Felipe Maeda | Agência FAPESP – A doutoranda Ana Jéssica Pinto, da Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo (EEFE-USP), recebeu neste mês o prêmio da Sedentary Behaviour Research Network (SBRN, Canadá), na categoria Aluno/Trainee. Essa foi a primeira edição do prêmio, que tem o objetivo de reconhecer estudantes e jovens pesquisadores pela dedicação, compromisso e contribuições importantes para a área do comportamento sedentário. FMUSP. FMUSP. Protocolo de exercícios reduz um dos sintomas mais incapacitantes da doença de Parkinson. Por meio de treinamento complexo, que estimula simultaneamente diferentes habilidades motoras e cognitivas, pesquisadores da USP e da Oregon Health and Science University conseguiram reverter as alterações cerebrais associadas ao congelamento da marcha em pacientes com doença em estágio avançado (imagem: divulgação)

Protocolo de exercícios reduz um dos sintomas mais incapacitantes da doença de Parkinson

Ouvir música ao dirigir pode diminuir o estresse no trânsito. Experimento feito com mulheres jovens da cidade de Marília por pesquisadores da Unesp sugere que ouvir canções instrumentais ao volante alivia a sobrecarga cardíaca (foto: Henrique Boney / Wikimedia Commons) 14 de novembro de 2019 Elton Alisson | Agência FAPESP – O estresse no trânsito é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e complicações súbitas no coração, como um infarto, apontam estudos publicados nos últimos anos.

Ouvir música ao dirigir pode diminuir o estresse no trânsito

Uma das soluções para diminuir esse perigo pode estar em selecionar melhor a playlist de músicas que se ouve ao volante. Sandeep Jauhar: How your emotions change the shape of your heart. Life science webinars, workshops and supplier resources - InsideScientific. Distúrbios do sono aumentam nas últimas décadas. Em São Paulo, uma em cada três pessoas tem apneia obstrutiva do sono, aponta estudo feito por pesquisadores da Unifesp.

Distúrbios do sono aumentam nas últimas décadas

Dados foram apresentados em palestra durante a 71ª Reunião Anual da SBPC (foto: Elton Alisson / Agência FAPESP) 23 de julho de 2019 Elton Alisson, de Campo Grande (MS) | Agência FAPESP – O número de pessoas, de diferentes faixas etárias, que apresentam distúrbios do sono tem aumentado vertiginosamente em diversas partes do mundo nas últimas décadas. Na cidade de São Paulo, por exemplo, uma em cada três pessoas tem apneia obstrutiva do sono, condição em que a respiração para e volta diversas vezes enquanto se está dormindo. Home - CEPERF. Control of heart rate through guided high-rate breathing.

Measurements Experiments consisted of spontaneous breathing for 10 minutes followed by three intervals of guided high-rate breathing (Fig. 1, green shaded areas) with 4 minutes of spontaneous breathing between each.

Control of heart rate through guided high-rate breathing

International Symposium and Practical Workshop on Cardiovascular Effects of Exercise. Fisiologia cardiovascular do exercício é tema de evento na USP » – USP Eventos – Universidade de São Paulo - Eventos pela USP. Entre os dias 16 e 17 de junho, a Escola de Educação Física e Esporte (EEFE) da USP promove o Simpósio Internacional “Cardiovascular Effects of Exercise”, com a participação de pesquisadores brasileiros e estrangeiros.

Fisiologia cardiovascular do exercício é tema de evento na USP » – USP Eventos – Universidade de São Paulo - Eventos pela USP

O evento é voltado a pesquisadores, técnicos e estudantes interessados em fisiologia cardiovascular do exercício. Além de palestras e debates, o simpósio também contará com apresentação de trabalhos acadêmicos enviados pelos participantes. Todas as atividades serão conduzidas em inglês, sem tradução. Realizado em parceria com do Research Institute for Sport and Exercise Sciences of the Liverpool John Moores University, o evento tem o apoio do Global Challenge Research Fund, FAPESP, CAPES and Ge. Também colaboram Uninove, Unifesp e University of Western Australia. As inscrições e submissões de trabalhos podem ser feitas de 1 a 31 de março. Mais informações sobre inscrições no site oficial. Noções básicas de variabilidade da frequência cardíaca e sua aplicabilidade clínica. Noções básicas de variabilidade da frequência cardíaca e sua aplicabilidade clínica Luiz Carlos Marques VanderleiI; Carlos Marcelo PastreI; Rosângela Akemi HoshiII; Tatiana Dias de CarvalhoII; Moacir Fernandes de GodoyIII IDoutor, Professor Assistente Doutor da Faculdade de Ciências e Tecnologia - FCT/UNESP - Presidente Prudente - São Paulo, Departamento de Fisioterapia IIGraduação em Fisioterapia; Mestranda do Curso de Pós-Graduação Stricto Sensu em Fisioterapia - Faculdade de Ciências e Tecnologia - FCT/UNESP - Presidente Prudente - São Paulo IIIProfessor Livre Docente da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto - FAMERP - São José do Rio Preto - São Paulo, Departamento de Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular Endereço para correspondência O sistema nervoso autônomo (SNA) desempenha um papel importante na regulação dos processos fisiológicos do organismo humano tanto em condições normais quanto patológicas.

Noções básicas de variabilidade da frequência cardíaca e sua aplicabilidade clínica

Descritores: Sistema nervoso autônomo. Sobrepeso na adolescência representa risco cardíaco equivalente ao da obesidade. Constatação foi feita por pesquisadores da Unesp por meio de testes de desempenho cardíaco com meninos e meninas entre 10 e 17 anos.

Sobrepeso na adolescência representa risco cardíaco equivalente ao da obesidade

Resultados foram publicados na revista Cardiology in the Young (foto: Freepik) 16 de maio de 2019 Elton Alisson | Agência FAPESP – Um estudo feito por pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (Unesp) sugere que adolescentes com sobrepeso têm risco aumentado de desenvolver doenças cardiovasculares tanto quanto jovens obesos.

Testes de desempenho cardíaco feitos com voluntários entre 10 e 17 anos revelaram que os dois grupos – sobrepeso e obesidade – apresentam resultados muito parecidos. A pesquisa teve apoio da FAPESP e foi publicada na revista Cardiology in the Young. “Até recentemente, o sobrepeso na adolescência não era considerado um fator de risco tão importante para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, como é a obesidade. O número de adolescentes obesos aumentou em todo o mundo nos últimos 40 anos. Republicar. Impact of High Altitude on the Development of Fatigue during Exercise by Markus Amann-24March2013.

LIM/05 – Laboratório de Poluição Atmosférica Experimental – Laboratórios de Investigação Médica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Project-Based Learning and the Research Paper. In 11th grade, students in my county are expected to generate a research paper or product.

Project-Based Learning and the Research Paper

In the past, I stuck to the traditional paper, mostly because doing so was comfortable for me as an English teacher. I can do papers. I can do essays. I can provide feedback and teach revision. Produtoseservicos.hcor.com. Flavio Fernandes O curso FCCS é ótimo! Muitas estações práticas com discussões de casos! Superou minhas expectativas. Cássia P. COB. Rafael Bello/COB Parte integrante do Centro de Treinamento Time Brasil, o Laboratório Olímpico do Comitê Olímpico do Brasil (COB) está à disposição dos principais atletas do país e suas respectivas Confederações Brasileiras Olímpicas.

Instalado em área de aproximadamente 1.700m2 no Centro de Treinamento Time Brasil, no Rio de Janeiro, o laboratório conta com uma série de equipamentos de última geração, colocando a tecnologia a serviço do esporte. O Laboratório Olímpico foi criado para auxiliar na melhoria do desempenho dos atletas brasileiros a partir do suporte científico às modalidades olímpicas e da pesquisa e desenvolvimento no esporte. O laboratório fornece dados científicos para que o treinador tome melhores decisões na elaboração do programa de treinamento dos atletas, diminuindo o risco de lesões, aumentando a qualidade desse treinamento e possibilitando a melhoria dos resultados nas quadras, piscinas, pistas e ginásios. - Bioquímica, Fisiologia, Biomecânica e Preparação Mental 2.

Flexible self-powered biosensors. Flexible electronic devices are emerging as powerful tools for measuring biological signals, such as a person’s heart rate or blood pressure. This is because these devices are lightweight, can bind to human skin and can tolerate mechanical deformation1,2. However, although various flexible biosensors have already been demonstrated, most of them rely on large external power sources to operate. Writing in Nature, Park et al.3 report ultraflexible biosensors, used to monitor heart rate, that are powered by ultrathin solar cells. Docentes. Abordagens Psicossocioculturais do Esporte Projetos em andamento Percepções das mestras de capoeira fluminense sobre as suas trajetórias, discursos e práticas sociais no cenário atual: O foco do estudo são os discursos das mestras sobre sua trajetória na capoeira, com atenção singular para as práticas nas modalidades implantadas no Estado do Rio de Janeiro. Blog da SBB: Biomecânica aplicada ao futebol - Copa do Mundo de Futebol de 2018: Uma Nova Visão na Prevenção de Lesões no Futebol.

Uma Nova Visão na Prevenção de Lesões no Futebol: Só a Biomecânica Importa? Por Gustavo Leporace Mestre e Doutor em Engenharia Biomédica (COPPE/UFRJ) Diretor Técnico da Biocinética. Biomecanica-aplicada-ao-futebol-copa-do_10. What articulation-relevant brain regions do when we listen. Brain regions that are involved in the articulation of language are also active in the perception of language. This finding of a team from the BrainLinks-BrainTools Cluster of Excellence of the University of Freiburg makes a significant contribution to clarifying a research question that has been hotly debated for decades. The scientists have published their results in the journal Scientific Reports. Spontaneous oral communication is a fundamental part of our social life. But what is happening in the human brain during it?

The neuroscience of language has developed steadily over past decades thanks to experimental studies. Nevertheless, both camps had the following concerns: brain activity in regions relevant to articulation could be affected by the design of the experiment - in the end, experimental conditions differ massively from those of spontaneous language. Original publication: Contact: PD Dr. Bolsa 17/07304-6 - Fisiologia do exercício - BV FAPESP. Resumo O exercício intermitente de alta intensidade (EIAI) tem sido considerado como uma ferramenta eficaz no controle e diminuição da gordura corporal. Embora ainda existam divergências algumas evidências apontam que esse efeito na redução da gordura corporal possa ocorrer em maior magnitude quando comparado a exercícios realizados em intensidade moderada. Muitos pesquisadores têm conduzido investigações com o objetivo de explicar essa superioridade na redução da gordura corporal e duas principais hipóteses foram levantadas até o presente momento, sendo uma delas explicada por um efeito na supressão do apetite, e a outra por uma elevação no consumo de oxigênio pós-exercício e consequentemente maior gasto energético total.

Divisão de Bioengenharia - Instituto do Coração (InCor) Inovação e educação médica, direto ao ponto. Speed-accuracy tradeoff turns up gain in the brain. Widespread changes in neural activity enable people to quickly make a decision by "turning up the gain in the brain," suggests a human study published in eNeuro. The findings help to resolve a central issue in our understanding of decision-making. The ability to optimize the balance between careful and hasty decision-making is critical for survival. However, a compelling explanation for how the brain strikes such a balance, known as speed-accuracy tradeoff (SAT), is lacking. Carmen Kohl and colleagues reconcile contradictory accounts of the SAT by providing evidence for a model of speeded decision-making that explains both behavioral and neural data. For this study, human participants indicated the direction of moving dots on a screen either as fast or as accurately as possible using a "pinch" or "grasp" response while their brain and muscle activity was recorded.

About eNeuro About The Society for Neuroscience Disclaimer: AAAS and EurekAlert! Instituto de Medicina Física e de Reabilitação. Reconhecida, desde sua concepção, em 1975, como referência no atendimento a pessoas com deficiência, a Divisão de Reabilitação Profissional Vergueiro (DRPV) do Hospital das Clínicas da FMUSP tornou-se a Divisão de Medicina de Reabilitação (DMR) em 1994 e, em 2009, o Instituto de Medicina Física e Reabilitação (IMRea). A partir da ação integrada entre as equipes médicas e multiprofissionais e da adoção dos mais modernos recursos tecnológicos, o IMRea atende pessoas com deficiência física, transitória ou definitiva, necessitadas de receber atendimento de reabilitação, desenvolvendo seu potencial físico, psicológico, social e educacional, visando a reabilitação integral e a inclusão social.

Instituto do Cérebro. Nature Reviews Neuroscience. Metodologias Alternativas de Ensino em Biociências. Início 09/05/2018 Fim 09/05/2018. Ministério do Esporte. Detalhes Publicado em Terça, 03 Abril 2018 15:02. Fora da Copa, Parreira vai coordenar laboratório de estudos sobre futebol - 03/04/2018 - UOL Esporte. UFSCar oferecerá treinamento corretivo postural. Música intensifica efeito de medicamentos anti-hipertensivos. Música intensifica efeito de medicamentos anti-hipertensivos.