background preloader

Terras

Facebook Twitter

WOLE SOYINKA: O DISCURSO DA MITOPOESIA PÓS-COLONIAL. Wole Soyinka (nasceu em 13 de Julho de 1934) foi o primeiro e único negro africano a conquistar o Prêmio Nobel de Literatura em 1986. Wole Soyinka comentou em certa ocasião: “Há quem pense que o Nobel o torna uma pessoa invencível. Eu nunca tive essa ilusão.” A declaração de Soyinka reflete toda uma vida de militância política e luta pelo fim das desigualdades sociais que lhe valeu a prisão e o exílio:Wole Soyinka foi preso por denunciar eleições fraudulentas e ainda foi acusado de conspirar em favor da guerra civil de Biafra; Wole Soyinka denunciou a exploração corrupta de petróleo nigeriano por empresas petrolíferas; defendeu a libertação do ativista dos direitos humanos Ken Saro-Wiwa, que foi preso e enforcado pelo presidente nigeriano Sani Abacha que atuou na política entre 1993 e 1998; Wole Soyinka também propôs o pagamento de reparação de danos ocidentais à África.

A Dance of the Forests (1963) é uma obra que desperta a celebração da independência da Nigéria. RICHARD WRIGHT: THE BLACK BOY – A JUVENTUDE DE UM NEGRO AMERICANO. Richard Wright (1908-1960) foi um escritor norte-americano que procurou abordar em seus romances os problemas sociais e psicológicos dos homens negros. Wright utilizou também muitos textos polêmicos que refletem o trauma psico-histórico da segregação racial e da opressão nos Estados Unidos, mas também, segundo críticos, causaram uma espécie de trauma no leitor.

Na obra autobiográfica conhecida como Black Boy, que relata a infância e a juventude de um negro americano, o escritor norte americano Richard Wright pensou a questão do despertar do artista que serviria para ‘abrir os olhos’ da juventude solitária do estado do Mississipi nos EUA. O pai abandonou a jovem família, de acordo com a avó de Richard Wright toda ficção não passava de “mentiras do demônio”. Em 1927, Wright foi para Chicago, onde trabalhou como lavador de pratos antes de ser também promovido a um emprego nos correios, entrar para o Partido Comunista e publicar o primeiro livro de contos, Uncles Tom’s Children.

O duelo dos mega-journals. Disputa entre PLOS One e Scientific Reports aponta mudanças no mercado das publicações científicas Os mega-journals, revistas científicas que publicam um grande número de artigos em acesso aberto na internet, vivem um momento de ebulição. Em setembro, a liderança nesse nicho de periódicos mudou de mãos pela primeira vez, quando a Scientific Reports, lançada pelo grupo Springer Nature em 2011, publicou, no intervalo de 30 dias, um total de 1.940 papers. A revista superou a PLOS One, respeitada publicação lançada em 2006 pela organização sem fins lucrativos Public Library of Science (PLOS), que publicou 1.746 artigos em setembro. Em agosto, a PLOS One conseguira manter a dianteira por estreitos 40 artigos. Ambas as publicações disseminam papers de um largo espectro de disciplinas, que incluem as ciências, as engenharias e a matemática, embora a PLOS One reúna um conjunto maior de artigos no campo das ciências da vida e a nova líder, no das ciências naturais.

LEMARX - Apresentações. Antropologia Urbana | Les damos la bienvenida a este espacio de reflexión en torno a la vida en la ciudad. Giralda Seyferth – IMIGRAÇÃO HISTÓRICA. Blog Que Fazer? ESPECIAL LULA NO STF (quase) sem cortes! Terraço em Quinze Minutos #23 - Terraço Econômico. :: Guia de Fontes Memórias Reveladas :: Sociales en PDF | Libro de sociales en formato digital. The Legend of Zelda: Majora’s Mask 3D – Plano Crítico. Praticamente um cult dentro da franquia The Legend of Zelda, Majora’s Mask muitas vezes permanece à sombra de Ocarina of Time, sendo injustamente esquecido por grande parte dos fãs. O game foi a segunda continuação propriamente dita dentro da série, tendo sido a primeira The Adventure of Link e dá prosseguimento imediato aos acontecimentos vividos pelo Hero of Time (ou Herói do Tempo em tradução livre). De maneira praticamente inédita o jogo nos traz não só uma mecânica de temporalidade extasiante, como dezenas de missões scundárias que permitem um total engajamento do jogador, transformando este não só em mais uma entrada da franquia, como uma das melhores e, pessoalmente – se me permitem -, minha preferida.

Na busca por um amigo(a), provavelmente Navi, de quem se separou após a derrota de Ganondorf, Link percorre as Lost Woods, onde é surpreendido por Skull Kid e duas fadas, Tatl e Tael. E as diferenças da versão para N64 e 3DS? La prehistoria de la Escuela de Manchester: el Instituto Rhodes-Livingstone en el centro-sur de África | Korsbaek | Estudios de Asia y África. La prehistoria de la Escuela de Manchester: el Instituto Rhodes-Livingstone en el centro-sur de África1 Leif Korsbaek* Estudios de Asia y África, Número 159, 2016 Introducción La Escuela de Manchester, fundada en 1948 en la Victoria University, por Max Gluckman, es escasamente conocida en México y, en general, América Latina.

Cabe distinguir varias raíces de la Escuela: en primer lugar, el colonialismo británico en África y la construcción del Imperio británico, “que gobernaba aproximadamente la cuarta parte de la población mundial, cubría más o menos la misma proporción de la superficie de la Tierra y dominaba casi todos los océanos. Sin embargo, esas tres fuentes pueden encontrarse en un solo lugar, en el semillero de la Escuela de Manchester, el Instituto Rhodes-Livingstone, en lo que era Rodesia del Norte, ahora Zambia. Colonialismo, antropología y privatización El nacimiento del Instituto Según Max Gluckman: Animation - Steve Cutts.

B2 - Racismo em português. - Carlos Alberto Didier. De Joana Gorjão Henriques – Pré-publicação pelo jornal O Público, edição de 06/06/2016. NOTA de C.A.Didier: Como o link para esta pré-publicação não permite o acesso ao texto escrito pela autora, Joana Gorjão Henriques, no jornal O Público, em sua edição de 06.06.2016, abaixo se transcreve o mesmo. Quando me perguntam por que razão me interesso pelas questões raciais, costumo responder com uma frase: ‘Cresci com alguns colegas negros na primária, um ou dois no liceu, e nenhum na universidade’. Nessas carteiras de escola ouvi sempre a mesma versão da história do colonialismo, ensinada pelos portugueses. Porém, em Portugal reflecte-se pouco sobre o papel dos portugueses enquanto colonizadores e, especificamente, sobre a sua responsabilidade no desequilíbrio das relações raciais entre brancos e negros, bem como sobre a sua responsabilidade na criação e na persistência do racismo.

Foi então que, como jornalista do PÚBLICO, propus à direção do jornal fazer um projecto de ainda vinga até hoje. Cabo Verde: Um hipermercado de escravos - PÚBLICO. NEAD – Núcleo de Ensino à Distância da Unicentro – PR » EDUCAÇÃO, ÉTICA E PRINCÍPIOS DEMOCRÁTICOS. CEAPEDI. Suscríbete o renueva. Manual de contrainsurgencia 3-24: terrorismo global. La Jornada Un supuesto básico del Manual de contrainsurgencia 3-24 es que Estados Unidos tiene el derecho de intervenir militarmente en el ámbito mundial, lo cual se contrapone con los principios y leyes del marco jurídico internacional que dieron origen y constituyen el fundamento de la Organización de Naciones Unidas.

[EUA] Anarquistas resistindo à contra insurgência. AK-Press – editora com sede em Oakland, Califórnia – que publica e distribui livros e materiais audiovisuais libertários (além de outros materiais que alteram a consciência), recentemente colocou à venda uma coleção de cerca de vinte obras editadas por Kristian Williams, Will Munger e Lara Messersmith-Glavin: “Life during wartime: resisting counterinsurgency” (Vida em tempos de guerra: resistindo à contra insurgência – 2013), que expressa a perspectiva do pensamento anarquista nos Estados Unidos sobre os efeitos da contra insurgência imperialista no país, a partir de duas questões fundamentais: como os horizontes culturais e sociais foram prejudicados pela aplicação nacional de contra insurgência?

E como rebeldes e radicais podem desenvolver estratégias inteligentes para resistir à repressão do Estado? Williams conclui que se na sociedade permanece a desigualdade e a catástrofe ambiental, há motivo para se rebelar. Mais infos: www.akpress.org agência de notícias anarquistas-ana. A Economia Capitalista - Ernest Mandel. Extraído do livro Introdução ao Marxismo. Traduzido por Gustavo Henrique Lopes Machado a partir do texto em espanhol disponível em: (grifo meu) 1. As particularidades da economia capitalista A economia capitalista funciona segundo uma série de características que lhe são próprias as quais destacamos: A produção é exclusivamente uma produção de mercadorias; está é destinada a ser vendida no mercado. Sem a venda efetiva das mercadorias produzidas, as empresas capitalistas e a classe burguesa em seu conjunto não podem apropriar da mais-valia produzida pelo trabalhador e contida no valor dar mercadorias produzidas.

A produção efetua-se em condições de propriedade privada dos meios de produção. A produção tendo por fim a acumulação de capital conduz a resultados contraditórios. 2. Os meios essenciais que os capitalistas usam para acrescentar a sua parte, ou seja, a mais-valia, são: 3. O salário é o preço de mercado da força de trabalho. 4. 5. 6. Bibliografia Fr. O acabar com o Império - Colunas Tortas. Texto originalmente publicado pelo site Jacobin O capitalismo já foi considerado o mais puro exemplo do mal na economia, a tal ponto que até mesmo recentemente o termo era evitado pelos seus praticantes e apologistas; era o sistema que ninguém ousava mencionar.

“Liberdade” foi o seu eufemismo preferido durante boa parte do século XX. Não obstante, o Capitalismo tem tentado tirar seu nome de cena e apesar de todos seus problemas é elogiado por banqueiros, políticos, comentaristas, jornalistas, críticos e até apresentadores de TV, com o fundamento de que não existe alternativa melhor.

Até as menores alterações das normas capitalistas em qualquer continente, mesmo que expressada ou praticada moderadamente, desperta o frenesi dos seus privilegiados e seus séquitos. Nem mesmo durante o período entre guerras os conflitos tem sido incitados de forma tão descarada e com tamanha frivolidade. Essas visões ignoram instituições e enfatiza o individuo. Um novo extremismo de mercado entrou em jogo. Kaos en la red. A favor da etnografia. "Algunos libros y textos considerados útiles para aprender sobre Materialismo dialéctico" - recomendaciones realizadas en el Foro por distintos usuarios.

Algunos libros y textos considerados útiles para aprender sobre Materialismo dialéctico Teniendo en cuenta las recomendaciones realizadas por algunos tovarich del Foro en distintos temas, a continuación relaciono libros considerados útiles para aprender Materialismo dialéctico. Quede claro que hay opiniones contrapuestas sobre algunos de los textos.

Aquellos que no he conseguido encontrar en la red, por favor, que nos haga partícipes de ellos quien disponga de links de descarga o lectura o de sitios más accesibles. - Sobre el materialismo dialéctico y el materialismo histórico, de José - Anti-Dühring (cuyo título real es La subversión de la ciencia por el señor Eugen Dühring), de Federico - Dialéctica de la naturaleza, de Federico - ¿Qué es materialismo dialéctico? Lógica dialéctica. O capitalismo dependente latino-americano 40 anos depois – LavraPalavra. Por Raphael Lana Seabra, via Scielo.Foram necessários 40 anos para que O Capitalismo Dependente Latino-Americano da socióloga Vânia Bambirra ganhasse sua primeira publicação no Brasil. O livro lançado em janeiro de 2013, conta com a tradução primorosa de Fernando Correa Prado e Marina Machado Gouvêa, é o segundo volume da Coleção Pátria Grande – Biblioteca do Pensamento Crítico Latino-Americano, organizada e editada pelo Instituto de Estudos Latino-Americanos da Universidade Federal de Santa Catarina e pela Editora Insular.

Trata-se sem dúvida de uma obra crucial para a compreensão da teoria da dependência, não só em sua vertente marxista, mas também da importante contribuição brasileira para seu desenvolvimento. Antes de apresentar os conteúdos da obra, nos parece crucial apresentar uma curta biografia da autora e as condições de sua redação divulgação. O grupo realizava seminários semanais para discussão dos principais textos e fontes levantadas.

(BAMBIRRA, Vânia. Curtir isso: Carrera de Ciencia Política - Universidad de Buenos Aires — Universidad de Buenos Aires. Vasquezrocca168. 2006 Maldoror. (9)%20Socialismo%20ou%20barb%C3%A1rie. RelacionesInternacionales. RelacionesInternacionales. Denúncia da Folha de São Paulo (13.06.2010) Livro do Exército ensina a louvar ditadura Colégio militar usa material de história com perfil diferente do indicado pelo MEC A história oficial contada aos alunos dos 12 colégios militares do país omite a tortura praticada na ditadura e ensina que o golpe ocorrido em 1964 foi uma revolução democrática; a censura à imprensa, necessária para o progresso; e as cassações políticas, uma resposta à intransigência da oposição. É isso que está no livro didático "História do Brasil -Império e República", utilizado pelos estudantes do 7º ano (antiga 6ª série) das escolas mantidas com recursos públicos pelo Exército.

Nelas, estudam 14 mil alunos, entre filhos de militares transferidos ou de civis aprovados em concorridos vestibulinhos. De cada aluno é cobrada uma taxa mensal de R$ 143 a R$ 160, da qual estão isentos os que não podem pagar. As escolas militares poderiam utilizar livros gratuitos cedidos pelo Ministério da Educação a todas as escolas públicas. Não há juízo de valor, afirma comandante. Canal 6 Editora - A resistência ao golpe de 2016. O livro reúne textos de advogados, professores e operadores do direito, cientistas políticos, jornalistas, filósofos, economistas, políticos, escritores, todos comprometidos com a resistência ao golpe, ainda que não necessariamente alinhados política ou partidariamente. Do papel do STF à atuação da mídia, das “pedaladas fiscais” aos meandros do Poder Legislativo, do papel dos atores políticos internacionais aos bastidores da Lava Jato, da crise de representatividade à ofensiva golpista, são inúmeros os recortes, ângulos e perspectivas sobre a decisão tomada pelo plenário da Câmara dos Deputados em abril de 2016 – a de aceitar a abertura do processo de impeachment contra a Presidente da República Dilma Rousseff.

Os organizadores criaram um site onde disponibilizam a agenda de lançamentos e vídeos sobre o livro, Clique aqui para conhecer. Para fazer o download das páginas iniciais e sumário do livro, clique apenas no botão abaixo e salve o arquivo PDF em seu computador. El intento de golpe de estado en los EEUU en 1934 - Conspiración. El intento de golpe de estado en los EEUU en 1934 El supuesto general golpista En 1934, el periodista comunista John L. Spivak afirmó que financie­ros e industriales de Wall Street conspiraban para derrocar al presi­dente Franklin D. Roosevelt y reemplazarlo por una dictadura fas­cista, bajo el mando del general Smedley Butler. Las teorías de la conspiración relativas a un golpe de Estado fascista habían estado circulando el año anterior después de un intento de asesinato de Roosevelt, del que escapó ileso pero que causó heridas mortales al al­calde de Chicago, Antón Cermak.

El asesino, Giuseppe Zangara, fue capturado y, al igual que sucedería con Lee Harvey Oswald tres dé­cadas más tarde, se decidió que se trataba de un «loco solitario». Pero pronto se extendieron los rumores de que Zangara estaba a sueldo de la mafia o de una camarilla de financieros de Wall Street. ¿Pero de qué iba el asunto? La prensa, en términos generales, encontró esta idea completamente absurda. Conclusión: Ideias & Debates : Passa Palavra. Radio Islam - The Freedom Fighter. Join the struggle against Jewish racism and domination! Index of /pdf-files/bueros/brasilien. BIBLIOTECA CONSERVADORA. A mídia realmente tem o poder de manipular as pessoas? - Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito. Brasil | OIE. (26) Institutionalising anti-corruption in Brazil: the path of the Controladoria-Geral da Uniao (CGU) | Romualdo Santos.

O Equador apresenta ao Vaticano seu plano para acabar com os paraísos fiscais. Paraguai | IELA. Programa Pensamento Crítico (E07) - A questão do trabalho | IELA. Há 50 anos, elite empresarial que queria derrubar Jango financiou marcha | bloglimpinhoecheiroso. REVISTA DE ADMINISTRAÇÃO DE RORAIMA (RARR) DEMOCRACIA: EXCEÇÃO OU GOLPE? | Desconstrução&Direito. Ariel 12 listo 2. Economista denuncia caixa de empresários para financiar o golpe; ação popular questionará uso de dinheiro público. Ingreso. Digital. - Anti-capitalismo. Pensamentos Nómadas. ESA - Sumário por número editado. Busca avanzada por contido. Biblioteca Virtual Universal.

Biblioteca Virtual Miguel de Cervantes. Colección Veracruz - Libros electrónicos - Servicios - Fundació Càtedra Iberoamericana - Cátedras - Suport a la innovació - Innovamos y transferimos - Universitat de les Illes Balears. Golpe. Revista MAD FACSO. Edicao11. Download LAVIN, Fernando. Balandier - Teoría de la descolonización (1976) Práticas Sociais e Processos Educativos. Global School. The Concept of Systematic Corruption in American Political and Economic History. 150 aniversario: Cuando el gobierno británico dejó morir de hambre a un millón de indios – Colap.so – Beta testing. CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação - CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação.

Eixo 03 - Fascículo 01 - Planejamento Estratégico Situacional - CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação. Prestes A Ressurgir. Escola PC do B. Para download: Que Fazer – Vladimir Lenin, com apresentação de Florestan Fernandes. Assista na íntegra ao premiado curta 'Quando Parei de Me Preocupar com Canalhas' TelaTela. Current paper EPSR revolutionary Leninist socialist review. Catàleg en línia <b>Biblioteca Mateo Morral</b> Caderno 13 PAE. 50 geniais filmes políticos e sociais - Portal Fórum.

Relembre casas noturnas que fizeram sucesso em Manaus. Web Filter Violation. Francisco López Bárcenas | Ensayos, artículos, libros y otros documentos para reflexionar. f48f14fbae248c53279789c585b81c60. Paul Strathern - Coleção 90 min. Teoria Política Icesi | Blog curso Teoría Política Contemporánea. Universidad Icesi – Cali. Brazil. Fim da Lava Jato, corruptos impunes, Temer presidente e Cunha vice. O Brasil não vai aceitar isso - Antonio Mello | Folha Diferenciada. AI-51: O Golpe da Guerra Globalitária de Quinta Geração. AI-51: O Golpe da Guerra Globalitária de Quinta Geração. BEM RORAIMA: SIGMINE: Interesses Minerários em Roraima. O capital financeiro e a especulação com terras no Brasil - Rede Social de Justiça e Direitos Humanos. Estado e União firmam parceria para tentar agilizar regularização fundiária em Roraima.

Governo já pode emitir títulos definitivos. Lei de Terras é inconstitucional, diz MPF. Iteraima busca entendimento com MPF para efetivar a regularização fundiária | Roraima em Foco. Titulação de terras em Roraima pode ser anulada pela Justiça - FatoReal. Titulação de terras em Roraima pode ser anulada pela Justiça - FatoReal.