background preloader

Lógica

Facebook Twitter

Argument Analysis Platform. Create and analyze argument maps online. Noahpinion: How to win arguments by pretending to be a simpleton. "You just got hustled for a wad of cash / Man whatcha gon do?

Noahpinion: How to win arguments by pretending to be a simpleton

Act a fool! " - Ludacris Michael Shedlock has a guide on "How to debate Paul Krugman". He endorses the approach of "Austrian" economist Hans Hermann-Hoppe, which is, in a nutshell, "Relentlessly pretend to be an ignorant simpleton. " If you think I'm kidding, see what Shedlock and Hermann-Hoppe have to say: Economist Hans Hermann-Hoppe explains the Right Way To Debate Paul Krugman in the following video. The video is a mere 63 seconds long. "It is very important in replies to people like Paul Krugman, that we don't get involved in technical details. Would that work? Krugman would respond with incomprehensible gibberish "for wonks only" as well as typical Keynesian nonsense about how paying people to dig holes and other people to fill them up would start a chain reaction of growth. A child would see the answer was preposterous, but not a trained economist, politician, or brainwashed academic.

Welcome to Debatepedia! - Debatepedia, the Wikipedia of Debates. 10 curses of the analytical thinker. Being a left-brain thinker can be an asset in the IT field.

10 curses of the analytical thinker

But as Alan Norton observes, it's not without its shortcomings. The average person may envision IT as the home of the geek. I prefer to think of IT as the kingdom of the analytical thinker. Analytical thinkers, or left-brain thinkers, are straight-line thinkers. An Illustrated Book of Bad Arguments. Guia de Falácias Lógicas do Stephen. As falácias lógicas são erros de raciocínio ou de argumentação, erros que podem ser reconhecidos e corrigidos por pensadores prudentes.

Guia de Falácias Lógicas do Stephen

Este ensaio lista e descreve todas as falácias lógicas conhecidas. O propósito deste ensaio é assegurar que a informação sobre as falácias lógicas estará livremente disponível. Para assegurar que esta informação permaneça gratuitamente acessível, este ensaio e o seu conteúdo são protegidos por direitos autorais. O ponto central de um argumento é expor razões que sirvam de suporte para alguma conclusão. Um argumento comete uma falácia quando as razões apresentadas, de fato, não sustentam a conclusão.

“Não cometerás nenhuma dessas 24 falácias lógicas” O filósofo, matemático e cientista americano Charles Sanders Peirce fala que as lógicas são "ferramentas para o raciocínio correto".

“Não cometerás nenhuma dessas 24 falácias lógicas”

Não sou nenhum grande entendido sobre o assunto, mas acho lógica um assunto fascinante. O pouco que conheço e observo já acaba sempre sendo muito útil em conversas, diálogos, em qualquer ocasião que peça algum tipo de análise, construção e exposição de raciocínio ou argumentação. Agora, quando falamos "construção e exposição de raciocínio ou argumentação", isso pode ficar parecendo uma coisa meio séria, sisuda, de professor de filosofia ou discussões inflamadas entre ateus e crentes na internet. Mas a verdade é que fazemos isso o tempo todo. As lógicas são o próprio esqueleto que torna as linguagens (dos idiomas à matemática, passando, e muito, por tecnologia da informação) possíveis. Agora achei o site Thou Shalt Not Commit Logical Fallacies, o mais simpático que já vi sobre o assunto. Thou shalt not commit logical fallacies.

Willard van Orman Quine. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Willard van Orman Quine

Biografia[editar | editar código-fonte] Quine nasceu a 25 de junho de 1908 nos Estados Unidos, educado no Oberlain Colege, tendo obtido o título de doutor em Harvard, sob orientação de Alfred North Whitehead. Inicialmente tendo a lógica como seu principal campo de interesse e objetivando e aperfeiçoar em tal campo visitou Viena, Praga e estudou Lógica com Rudolf Carnap. Rudolf Carnap. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Rudolf Carnap

Vida[editar | editar código-fonte] Carnap nasceu em uma família do norte da Alemanha que foi humilde até a geração dos seus pais. Ele iniciou sua educação formal no ginásio de Barmen. De 1910 a 1914, ele estudou na Universidade de Jena, pretendendo escrever uma tese em física. Mas ele também estudou cuidadosamente a Crítica da razão pura de Kant em um curso de Bruno Bauch, e foi um dos poucos alunos dos cursos de lógica matemática de Frege. Em 1921 Carnap escreveu uma carta cheia de conseqüências a Bertrand Russell, que respondeu copiando a mão longas passagens do seu (em coautoria com Alfred N.

Gottlob Frege. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Gottlob Frege

Friedrich Ludwig Gottlob Frege (Wismar, 8 de novembro de 1848 — Bad Kleinen, 26 de julho de 1925) foi um matemático, lógico e filósofo alemão. Trabalhando na fronteira entre a filosofia e a matemática, Frege foi o principal criador da lógica matemática moderna, sendo considerado, ao lado de Aristóteles, o maior lógico de todos os tempos. Estudou nas universidades de Jena e Gotinga e tornou-se professor de Matemática em Jena, onde lecionou primeiro como docente e, a partir de 1896, como catedrático, onde permaneceu até sua morte.

Em 1879 publicou Begriffsschrift (1879). Ideografia (Ideography) é uma tradução sugerida em carta pelo próprio autor, outra opção seria Notação Conceptual), onde, pela primeira vez, se apresentava um sistema matemático lógico no sentido moderno. Sentido e referência em Frege[editar | editar código-fonte] Tyler Burge, intérprete de Frege, distingue três noções de sentido na obra de Frege:[1] Vejamos um exemplo.