background preloader

Recursos Didáticos

Recursos Didáticos
Animações Filmes de animação para o trabalho em sala de aula Artigos Artigos, teses, dissertações e monografias para consulta Áudios Acesso a diversos sons relacionados à disciplina de Língua Portuguesa Bibliotecas Bibliotecas do país e do mundo Cadernos Pedagógicos Material didático-pedagógico produzido pela Seed Cadernos Temáticos Material relacionado aos Desafios Educacionais Contemporâneos Cinema Um espaço sobre a sétima arte Datas Especiais Sugestões de recursos e atividades Dicionários Acesso a uma seleção de dicionários on-line Eureka Apostilas e videoaulas do programa Folhas Consulta aos Folhas publicados Gabaritando Enem Materiais elaborados pela Seed voltados para o Enem Fotografia Álbuns de fotos produzidas pela coordenação Multimeios Hinos Hinos e curiosidades relacionadas Imagens Acesso a diversas imagens relacionadas à disciplina de Língua Portuguesa Infográficos Acesse infográficos relacionados à Língua Portuguesa. Jogos On-line Acesse jogos relacionados à Língua Portuguesa

http://www.portugues.seed.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=515

Related:  Recursos para ensinarRECURSOS PARA ENSINAR PORTUGUÊSENSINAR PORTGUÊSComo ensinar PortuguêsLíngua Portuguesa - Para ensinar.

Recursos para as aulas on-line : Ensinar Português Devido ao momento que o mundo inteiro está passando, as aulas presenciais foram transferidas para aulas virtuais ou on-line e muitos professores se perguntam o que fazer nessas aulas. A primeira dificuldade foi conhecer ou aprender a utilizar plataformas que fazem a interação entre professor e aluno acontecer (Skype, Google Meet, Zoom, Cisco etc.). Passado esse momento, o professor se pergunta como fazer a aula? Se apenas segue o livro, o aluno em sua casa e o professor na dele? Quais atividades fazer? Quais outros tipos de atividades são possíveis de se fazer com o aluno utilizando diferentes recursos?

Português – Aplicativos Educativos junho 21 Minecraft para Educação – Gratuito Você já ouviu falar em Minecraft? Com certeza ouviu falar de algum aluno ou até mesmo do seu filho. Esse jogo é febre dentro do universo juvenil. Que tal usar esse jogo a seu favor? Ensino da Língua Portuguesa (PCN) Desde o início da década de 80, o ensino da língua portuguesa vem sido muito discutido acerca da necessidade de melhorar a educação do país. Uma das maiores dificuldades das escolas é ensinar seus alunos a ler e a escrever, tal barreira reflete num índice de pessoas alfabetizadas não muito favorável. Este obstáculo é encontrado no fim da primeira série do ensino fundamental (alfabetização) e na quinta série do mesmo (ineficiência da linguagem). Através do PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais), o professor encontra uma espécie de síntese mostrando um possível avanço hoje, comparado a anos anteriores. Nos anos 60, por exemplo, buscava-se no aluno o fracasso escolar; havendo lógica, visto que em parte dos discentes o ensino parecia funcionar. Nos anos oitenta, começava a circular entre os educadores livros e artigos que davam conta de uma mudança no processo de alfabetização: “Como se ensina” e “Como se aprende”.

Como ensinar português para estrangeiros A aprendizagem de um idioma diferente é sempre um desafio enriquecedor, sendo que se trata de um processo contínuo que implica horas de estudo e dedicação para a obtenção de resultados satisfatórios. Por se tratar de uma língua clássica, o português é um idioma cujo domínio é um fator de diferenciação, uma vez que possui uma enorme riqueza lexical e é uma língua que ganha importância em escala global nos dias de hoje. 1) Para ensinar a língua portuguesa a cidadãos estrangeiros, procure compreender as suas expectativas para o processo de aprendizagem, uma vez que a adaptação dos conteúdos irá variar entre o desejo de um indivíduo em dominar conversações básicas de uso cotidiano ou alguém que pretende obter fluência para utilização em ambiente de negócios. Estruture o conhecimento que irá transmitir de forma temática e, sobretudo, em virtude dos objetivos dos seus educandos. Fonte: assimsefaz.com.br

Exemplos de recursos didáticos - Portal Educação Os recursos didáticos nada mais são do que as ferramentas que o professor utilizará durante todo o ano letivo e pode, muitas vezes, precisar de algumas alterações ou novos utensílios que servirão para o aprimoramento das atividades e aulas realizadas na escola. Exemplos de alguns dos recursos didáticos: - Quadro Negro, ou branco / Giz, ou canetão / Apagador; - Jornais, cartazes, revistas e livros; - Textos manuais; - Televisão - Aparelho de Som - Aparelho DVD - Filmes em DVD - Filmadora (caso necessite realizar algumas gravações) - Máquina Fotográfica Digital - Computador com projetor - Instrumentos didáticos conforme a disciplina (Ex: química – tubos de ensaio, biologia – microscópio entre outros...) Estes são alguns dos variados recursos materiais que ajudam muito na didática de acordo com o plano de ensino proposto pelo professor.

Material didático – português para alunos estrangeiros Apostilas Material didático usado em aulas de Português como língua estrangeira na Universidade Federal de Juiz de Fora. Disponível para uso. Contém material sob copyright original – não pode ser comercializado sob nenhuma forma. Atividades diversificadas para o ensino de Língua Portuguesa “A alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não pode dar-se fora da procura, fora da boniteza e da alegria.” Paulo Freire Professores de língua portuguesa, como andam suas práticas educativas em sala de aula?

O que ensinar em Língua Portuguesa Até os anos 1970, o processo de aprendizagem da Língua Portuguesa era comparado a um foguete em dois estágios, como bem pontuam os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). O primeiro ia até a criança ser alfabetizada, aprendendo o sistema de escrita. Já o seguinte começaria quando ela tivesse o domínio básico dessa habilidade e seria convidada a produzir textos, notar as normas gramaticais e ler produções clássicas. PRODUÇÃO E REFLEXÃO (à esq.) ENSINANDO PORTUGUÊS A ESTRANGEIROS — PARTE 1: A Compreensão Oral ENSINANDO PORTUGUÊS A ESTRANGEIROS — PARTE 1: A Compreensão Oral Quando tratamos do ensino de idiomas, devemos considerar sempre a aprendizagem e a prática de quatro habilidades básicas: a Compreensão Oral, a Habilidade de Conversação, a Compreensão de Leitura e a Produção Escrita. Nesta parte da minha fala, tratarei da Compreensão Oral, em especial no que tange ao ensino de Português a Estrangeiros. Relembro, conforme a introdução a estes capítulos, que aqui cobrimos o ensino de Português como Língua Estrangeira, que é aquele que se dá quando a prática é feita fora do país onde ele é falado. Por exemplo, quando um americano decide estudar nosso idioma nos Estados Unidos. Essa diferenciação se torna ainda mais importante quando tratamos da habilidade de Compreensão Oral.

RECURSOS PEDAGÓGICOS EM LIVROS DIDÁTICOS DE LITERATURA NO ENSINO MÉDIO: UMA ANÁLISE DE ATIVIDADES PARA LEITURA Jéssica Casarin Palavras-chave: Literatura, Ensino Médio, Livro didático, PNLD Resumo Este artigo aborda o ensino de literatura brasileira no Ensino Médio e discute a necessidade de analisar os materiais didáticos dessa disciplina.Objetivarefletir sobre os recursos pedagógicos dos livros didáticos disponibilizados pelo PNLD a escolas públicas brasileirasadotadosnas aulas de literatura e discutir sua contribuição para formação leitora. Para isso, construiu-se um suporte crítico amparado em trabalhos de autores como Luft (2014), Cabral (2008) e Sousa (2006), que refletem sobre aspectos do ensino de literatura. Através de análise comparativa, concluiu-se que, apesar desses materiais demonstrarem preocupação com práticas de leitura de literatura contextualizadas e com intertextualidade, ainda há carências nas proposições de leitura para formação de leitor proficiente de texto literário.

Recursos didáticos e o Ensino de Língua Portuguesa: Possibilidades e limitações ao ensino aprendizagem Considerando que a aprendizagem é construída durante todo o processo educacional, a criação de situações didáticas e a inserção de metodologias diversificadas, tornam-se, no contexto educacional, essenciais para a construção do conhecimento dos discentes, visto que o atual contexto de produção capitalista, configurado como a chamada era digital, ou sociedade técnica informacional, desencadeia uma série de mudanças na forma da construção do conhecimento, exigindo dos cidadãos o acesso às tecnologias da informação e comunicação e, da Escola, o preparo e/ou qualificação dos alunos quanto ao uso destas tecnologias. Para isso, a utilização dos recursos didáticos, constitui-se como fundamental, apresenta-se como importante ferramenta ao ensino-aprendizagem tornando as aulas mais dinâmicas e interessantes, no entanto, requer a cuidadosa mediação do professor no tocante ao planejamento e clareza de como a aprendizagem, no sentido do conhecimento cognitivo se efetivará de forma significativa.

Português. Estratégias de Ensino para as aulas de Português Nossa língua é um legado de diversidades múltiplas de linguagem e é dividida em duas partes: a fala e a escrita. A princípio se definiu a fala como individual, algo próprio, passível de ser moldada, de acordo com os grupos lingüísticos. Já a escrita é social, a fim de termos uma convenção ao escrevermos, algo que será compreendido ao ser lido em todo âmbito social em que a língua é falada. No entanto, com o passar dos anos, falamos de discursos e tipologia de discurso, ou seja, dos tipos de comunicação existentes. Há tipos de discurso para todas as ocasiões: para conversas formais e informais, com os colegas de sala, com os pais, msn, orkut.

Propostas em Língua Portuguesa da BNCC focam na gramática e nos gêneros digitais Boa notícia para os professores de Português do Fundamental 1 e 2: a BNCC mantém muitos dos princípios adotados nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). Um deles é a centralidade do texto e dos gêneros textuais. Isso quer dizer que o ensino de português precisa continuar contextualizado, articulado ao uso social da língua. No entanto, entre as duas décadas que separam os dois documentos, os estudos de linguagens evoluíram bastante. Da mesma forma, a sociedade também passou por profundas alterações, sobretudo por conta da ampliação do uso da tecnologia. A BNCC reflete esse avanço, que se manifesta, principalmente, em dois aspectos: a presença de textos multimodais – popularizados pela democratização das tecnologias digitais – e as questões de multiculturalismo – uma demanda política da contemporaneidade.

Related: