background preloader

Saúde Mental

Facebook Twitter

Significado de Psicologia - O que é, Conceito e Definição. Psicologia é o estudo científico dos processos mentais e do comportamento do ser humano e as suas interações com o ambiente físico e social.

Significado de Psicologia - O que é, Conceito e Definição

A palavra provém dos termos gregos psico (alma ou atividade mental) e logía (estudo). Segundo o psicólogo austríaco H. Rohracher, psicologia "é a ciência que investiga os processos e estados conscientes, assim como as suas origens e efeitos". Esta definição indica bem a dificuldade de abranger em um só conceito todos os fenômenos psíquicos. São possíveis e justificáveis dois aspectos fundamentalmente distintos: o das ciências naturais, que procura uma explicação causal, e o das ciências filosóficas, que pede uma explicação de sentido. A Psicologia procura descrever sensações, emoções, pensamentos, percepções e outros estados motivadores do comportamento humano. O estudo da natureza humana é realizado desde a Antiguidade por pensadores, filósofos e teólogos, porém, esses estudos confundiam-se com a Filosofia. Psicologia Social. Depressão - algo bom ou mau em nossas vidas? 7 Sinais Para Identificar Uma Pessoa Que Esconde Sua Depressão - Psiconlinews.

Por Robert Locke.

7 Sinais Para Identificar Uma Pessoa Que Esconde Sua Depressão - Psiconlinews

30 coisas que você deve parar de fazer a si mesmo - Psiconlinews. Cadastre seu e-mail e receba um conteúdo exclusivo, notícias e informações especialmente preparadas para os nossos membros VIP Ou você pode fechar esta aba e continuar a sua leitura... 01 – Pare de perder tempo com as pessoas erradas. – A vida é muito curta para perder tempo com pessoas que sugam a sua alegria para fora de você.

30 coisas que você deve parar de fazer a si mesmo - Psiconlinews

Se alguém quer você em sua vida, eles vão criar espaço para você. Você não deveria ter que lutar por um lugar. Religião atrofia o cérebro? (fanatismo + política - haha) Vários estudos ligando o cérebro e suas funções à religião, práticas religiosas como oração e meditação já foram feitos, mas são poucos os estudos que avaliam a longo prazo os efeitos de práticas religiosas sobre as estruturas do cérebro.

Religião atrofia o cérebro? (fanatismo + política - haha)

O artigo “Religious factors and hippocampal atrophy in late life”, de Amy Owen e colegas da Universidade Duke (EUA), representa um acréscimo na compreensão do relacionamento entre cérebro e religião. Neste estudo, o cérebro de 268 homens e mulheres com 58 anos foi medido usando imagem de ressonância magnética, e os participantes responderam a um questionário sobre sua religiosidade e prática religiosa. O resultado surpreendeu os pesquisadores. Os participantes que relatavam ter tido uma experiência que mudou a vida deles apresentaram uma atrofia no hipocampo, uma região cerebral responsável pelo aprendizado espacial, contextual e episódico, e também pela formação da memória. Religião atrofia o cérebro? Hipocampo. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Hipocampo

Hipocampo é uma estrutura localizada nos lobos temporais do cérebro humano, considerada a principal sede da memória e importante componente do sistema límbico. Além disso é relacionado com a navegação espacial. Seu nome deriva de seu formato curvado apresentado em secções coronais do cérebro humano, se assemelhando a um cavalo-marinho (Grego: hippos = cavalo, kampi = curva). Funções[editar | editar código-fonte] Esta estrutura parece ser muito importante para converter a memória a curto prazo em memória a longo prazo. Síndrome de Estocolmo. A síndrome de Estocolmo. Beautiful Minds, Scientific American Blog Network. The views expressed are those of the author and are not necessarily those of Scientific American.

Beautiful Minds, Scientific American Blog Network

Quick Quiz: Which of the following are signs of introversion? Alimentos anti-estresse combatem a depressão e a ansiedade. Mulheres que são mães, donas de casa e profissionais, tudo ao mesmo tempo.

Alimentos anti-estresse combatem a depressão e a ansiedade

Homens bem sucedidos e que praticam esportes como atletas. Crianças que além das provas, ainda possuem muitas atividades após as aulas. Adolescentes em fase de vestibular. Com essa vida corrida é inevitável sentir os efeitos da pressão. No entanto, existem maneiras de amenizar estes sintomas. Esquizofrenia. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Esquizofrenia

Esquizofrenia (do grego σχιζοφρένεια, composto de σχίζειν, "dividir em dois", e φρήν, φρεν-, "mente") é considerada pela psicopatologia como um tipo de sofrimento psíquico grave, caracterizado principalmente pela alteração no contato com a realidade (psicose). Segundo o DSM-IV, é um transtorno psíquico severo caracterizado por dois ou mais dentre o seguinte conjunto de sintomas por pelo menos um mês: alucinações visuais, sinestésicas ou auditivas, delírios, fala desorganizada (incompreensível), catatonia ou/e sintomas depressivos.2 Juntamente com a paranoia (transtorno delirante persistente, na CID-10), o transtorno esquizofreniforme e o transtorno esquizoafetivo, as esquizofrenias compõem o grupo das psicoses.

É hoje encarada não como doença, no sentido clássico do termo, mas sim como um transtorno mental, podendo atingir pessoas de qualquer idade, gênero, raça, classe social e país. Saiba como driblar a desmotivação. Love is … not what many of us think - Life. The classic comic strip Love Is … would carry some surprise endings if Barbara L.

Love is … not what many of us think - Life

Fredrickson were writing it. Her decades of research into positive emotions has led her to some unsentimental conclusions. Among them, that love is … not lasting … not unconditional … not exclusive. Síndrome de Asperger. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Síndrome de Asperger

Síndrome de Asperger é um transtorno do espectro autista,.diferenciando-se do autismo clássico por não comportar nenhum atraso ou retardo global no desenvolvimento cognitivo ou da linguagem do indivíduo. A validade do diagnóstico de SA como condição distinta do autismo é incerta, tendo sido removida do "Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais" (DSM), sendo fundida com o autismo.[1] A SA é mais comum no sexo masculino.[2] Quando adultos, muitos podem viver de forma comum, como qualquer outra pessoa, entretanto, além de suas qualidades, sempre enfrentarão certas dificuldades peculiares à sua condição.

Há indivíduos com Asperger que se tornaram professores universitários (como Vernon Smith, Prémio de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel de 2002). How to Help a Depressed Friend. “Both talk about how you can retrain yourself by challenging negative ways of thinking,” Bonior says. Ilardi’s book, The Depression Cure: The 6-Step Program to Beat Depression Without Drugs (Da Capo Lifelong Books), also offers proven mood-boosting lifestyle changes, such as adding omega-3 fatty acids to your diet or increasing exercise. Help a Depressed Friend: Know When to Fold ’EmStick by your friend as long as you can, but if the person refuses to get help, you may have to walk away temporarily. “Untreated depression can bring a lot of toxicity to a relationship,” Bonior warns. That’s because the stress of coping with your depressed friend’s feelings can negatively influence your life. But if you plan to cut back on your availability to your friend, do it responsibly.

Silenciosa, a depressão pode estar destruindo a sua vida profissional. Shutterstock Perda de interesse pelo trabalho, falta de concentração, dificuldade em cumprir prazos e demandas, insônia, alteração de peso: esses podem ser os sintomas de uma doença séria: a depressão. Em alguns casos, a produtividade dos profissionais que sofrem com a doença pode ser seriamente prejudicada, culminando com a demissão. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 340 milhões de pessoas sofrem de depressão em todo mundo. No Brasil, cerca de 13 milhões de pessoas são atingidas pela doença (OMS). Top 7 Dicas Para Manter-se Alerta Sem o Uso da Cafeína. Neurastenia. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Neurastenia (neuro = cérebro, astenia= fraqueza), é um transtorno psicológico resultado do enfraquecimento do sistema nervoso central, culminando em astenia física e mental.[1] [2] É um termo antigo,[3] usado pela primeira vez por George Miller Beard em 1869 para designar um quadro de exaustão física e psicológica, fraqueza, nervosismo e sensibilidade aumentada (principalmente irritabilidade e humor depressivo).[4] Era um diagnóstico muito frequente no final do século XIX que desapareceu e foi revivido várias vezes durante o século XX sendo incluído no CID-10 pela OMS mas não pelo dicionário de saúde mental atual (DSM IV).

Sua prevalência está entre 3 e 11% da população mundial, sendo tão comum em homens quanto em mulheres.[5] Porque você sempre esquece o que ia fazer. Você já entrou em uma sala e esqueceu o que ia fazer lá? Sim, você e todo mundo. Pelo menos agora a ciência explica o porquê: o problema é a entrada. O que acontece com seu cérebro quando você aprende algo. Não é segredo que a prática (quando bem feita) pode levar à perfeição.

A pergunta é: como isso ocorre? Usando conceitos da neurologia, o blogueiro e empresário Jason Shen explica o que acontece no seu cérebro quando você aprende e desenvolve uma habilidade. “Para realizar qualquer tipo de tarefa, temos que ativar várias regiões do nosso cérebro”, lembra. “Nosso cérebro coordena um complexo conjunto de ações que envolvem funções motoras, processamento visual e auditivo, habilidades de linguagem verbal, e outros”. Quando você aprende como executar um novo tipo de tarefa (seja tocar guitarra ou dirigir), normalmente é difícil no começo, mas com o passar do tempo, as coisas se tornam mais naturais, mais fáceis de realizar.

Saúde Mental

Como lidar com a Decepção? A decepção faz parte da vida. Afirmo perentoriamente que é necessário para o desenvolvimento humano. O desapontamento, na grande maioria das vezes é um impulso para a ação, fornece-nos motivação para crescer e ir ao encontro dos nossos objetivos. A decepção pode considerar-se sempre que identificamos um erro entre aquilo que desejamos alcançar ou que acontecesse e aquilo que realmente alcançámos ou que aconteceu. Sempre que identificamos esta discrepância, na grande maioria das vezes podemos ficar decepcionados, com os outros ou connosco mesmo.

Mas é extamente essa discrepância que nos permite avançarmos, que nos permite questionarmo-nos, que nos permite olhar a realidade de frente e progredirmos. Para promover o crescimento, a decepção precisa ser experimentada, pelo menos num primeiro momento, em pequenas doses controláveis​​. Não pretendo passar a mensagem que os pais devem deliberadamente procurar formas de decepcionar os seus filhos.

Relacionamento social

Esquizofrenia. Psychology... Psicosite. USP pesquisa relações entre a religiosidade e psicologia. Página Inicial » Brasil Até o momento os pesquisadores puderam entender que os religiosos possuem um maior bem estar se comparado aos ateus. Sentar ereto aumenta a confiança em si mesmo. 10 maneiras de ficar mais inteligente. Esqueça o equilíbrio entre vida e trabalho.