background preloader

Filosofia

Facebook Twitter

A triste geração que tudo idealiza e nada realiza. Demorei sete anos (desde que saí da casa dos meus pais) para ler o saquinho do arroz que diz quanto tempo ele deve ficar na panela.

A triste geração que tudo idealiza e nada realiza

Comi muito arroz duro fingindo estar “al dente”, muito arroz empapado dizendo que “foi de propósito”. Na minha panela esteve por todos esses anos a prova de que somos uma geração que compartilha sem ler, defende sem conhecer, idolatra sem porquê. Sou da geração que sabe o que fazer, mas erra por preguiça de ler o manual de instruções ou simplesmente não faz. Sabemos como tornar o mundo mais justo, o planeta mais sustentável, as mulheres mais representativas, o corpo mais saudável. Fazemos cada vez menos política na vida (e mais no Facebook), lotamos a internet de selfies em academias e esquecemos de comentar que na última festa todos os nossos amigos tomaram bala para curtir mais a noite. Mário Ferreira dos Santos - Sobre a Verdade. Seminário de Filosofia. Gottfried Wilhelm Leibniz - Wikipedia. Gottfried Wilhelm (von) Leibniz (/ˈlaɪbnɪts/;[8] German: [ˈɡɔtfʁiːt ˈvɪlhɛlm fɔn ˈlaɪbnɪts][9] or [ˈlaɪpnɪts];[10] French: Godefroi Guillaume Leibnitz;[11] 1 July 1646 [O.S. 21 June] – November 14, 1716) was a German polymath and philosopher who occupies a prominent place in the history of mathematics and the history of philosophy, having developed differential and integral calculus independently of Isaac Newton.[12] Leibniz's notation has been widely used ever since it was published.

Gottfried Wilhelm Leibniz - Wikipedia

It was only in the 20th century that his Law of Continuity and Transcendental Law of Homogeneity found mathematical implementation (by means of non-standard analysis). He became one of the most prolific inventors in the field of mechanical calculators. While working on adding automatic multiplication and division to Pascal's calculator, he was the first to describe a pinwheel calculator in 1685[13] and invented the Leibniz wheel, used in the arithmometer, the first mass-produced mechanical calculator.

William Hazlitt's Essay, "On the Disadvantages of Intellectual Superiority." Efeito Dunning-Kruger + Síndrome do Impostor. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Efeito Dunning-Kruger + Síndrome do Impostor

O Efeito Dunning-Kruger é o fenómeno pelo qual indivíduos que possuem pouco conhecimento sobre um assunto acreditam saber mais que outros mais bem preparados, fazendo com que tomem decisões erradas e cheguem a resultados indevidos; é a sua incompetência que os restringe da habilidade de reconhecer os próprios erros.[1] Estas pessoas sofrem de superioridade ilusória. Em contrapartida, a competência real pode enfraquecer a autoconfiança e algumas pessoas muito capacitadas podem sofrer de inferioridade ilusória, achando que não são tão capacitados assim e subestimando as próprias habilidades, chegando a acreditar que outros indivíduos menos capazes também são tão ou mais capazes do que eles. A esse outro fenómeno dá-se o nome de síndrome do impostor.

O mecanismo da ilusão de superioridade foi demonstrado numa série de experiências realizadas por Justin Kruger e David Dunning, à época investigadores da Universidade de Cornell[2] . Referências. Mário Ferreira dos Santos. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Mário Ferreira dos Santos

Mário Ferreira dos Santos (Tietê, 3 de janeiro de 1907 – 11 de abril de 1968) foi um filósofo brasileiro, criador de um sistema filosófico a que chamou Filosofia Concreta. Escreveu muitos livros, sobre várias áreas do conhecimento (Filosofia, Psicologia, Oratória, Ontologia, Lógica, etc.), publicados com recursos próprios sob o nome "Enciclopédia de Ciências Filosóficas e Sociais".

Tomás de Aquino. Erística. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Erística

A erística é a arte ou técnica da disputa argumentativa no debate filosófico, empregada com o objetivo de vencer uma discussão e não necessariamente de descobrir a verdade de uma questão. Esta técnica foi desenvolvida principalmente pelos sofistas. Como diria Arthur Schopenhauer, "Dialética erística é a arte de discutir, mais precisamente, a arte de discutir de modo a vencer, e isto per fas et per nefas (por meios lícitos ou ilícitos). De fato, é possível ter razão objetivamente no que diz respeito à coisa mesma, e não tê-la aos olhos dos presentes ou inclusive aos próprios olhos. José Osvaldo de Meira Penna. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

José Osvaldo de Meira Penna

Biografia[editar | editar código-fonte] Formou-se em Direito pela Universidade do Brasil, tendo ingressado na carreira diplomática em 1938, na qual permaneceu até 1981, ano de sua aposentadoria. Serviu o país em diversas localidades, tendo chefiado, ao longo de sua carreira, sete embaixadas brasileiras. Cursou também a Universidade de Columbia (Nova Iorque), o Instituto Carl Gustav Jung de Psicologia (Zurique), e a Escola Superior de Guerra no Rio de Janeiro. O que é Direita e Esquerda - Olavo de Carvalho. Russell Kirk. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Russell Kirk

Russell Kirk (19 de outubro de 1918 – 29 de abril de 1994) foi um filósofo político, historiador, crítico social, crítico literário, e autor literário conhecido pela sua influência no conservadorismo americano durante o século XX. Seu livro, The Conservative Mind, publicado em 1953, deu forma ao movimento conservador pós-Segunda Guerra Mundial. Na obra é estudado o desenvolvimento do pensamento conservador na tradição anglo-americana, dando especial atenção às idéias de Edmund Burke.

Olavo de Carvalho - Porque é tão difícil para brasileiros, entender o óbvio? Noção da Realidade ➤ Olavo de Carvalho. O Imbecil Coletivo - Olavo de Carvalho entrevistado por Pedro Bial. Alexandre Borges, Publicitário e diretor do Instituto Liberal. Os Verdadeiros Burros e os Falsos Loucos - Fiodor Dostoievski. O mais esperto dos homens é aquele que, pelo menos no meu parecer, espontâneamente, uma vez por mês, no mínimo, se chama a si mesmo asno..., coisa que hoje em dia constitui uma raridade inaudita.

Os Verdadeiros Burros e os Falsos Loucos - Fiodor Dostoievski

Outrora dizia-se do burro, pelo menos uma vez por ano, que ele o era, de facto; mas hoje... nada disso. E a tal ponto tudo hoje está mudado que, valha-me Deus! , não há maneira certa de distinguirmos o homem de talento do imbecil. A Mentira é a Base da Civilização Moderna - Teixeira Pascoaes. É na faculdade de mentir, que caracteriza a maior parte dos homens actuais, que se baseia a civilização moderna.

A Mentira é a Base da Civilização Moderna - Teixeira Pascoaes

Ela firma-se, como tão claramente demonstrou Nordau, na mentira religiosa, na mentira política, na mentira económica, na mentira matrimonial, etc... A mentira formou este ser, único em todo o Universo: o homem antipático. Actualmente, a mentira chama-se utilitarismo, ordem social, senso prático; disfarçou-se nestes nomes, julgando assim passar incógnita. A máscara deu-lhe prestígio, tornando-a misteriosa, e portanto, respeitada. De forma que a mentira, como ordem social, pode praticar impunemente, todos os assassinatos; como utilitarismo, todos os roubos; como senso prático, todas as tolices e loucuras. Zygmunt Bauman - Zygmunt Bauman: ​Para que serve a sociologia? O que é sociologia?

Zygmunt Bauman - Zygmunt Bauman: ​Para que serve a sociologia?

Por que fazer sociologia? Como fazer? Qual o seu alcance? Essas quatro perguntas são respondidas por Zygmunt Bauman, em sua mais recente obra lançada no Brasil, Para que serve a sociologia?. Nesta série de conversas com Michael Hviid Jacobsen e Keith Tester, Bauman esclarece os princípios que regem seu próprio trabalho, sua vida e sua carreira. Fundamentalismo e a modernidade líquida: a nova forma da religião.

“Há, porém, uma forma especificamente moderna de religião, nascida das contradições internas da vida pós-moderna, da forma especificamente pós-moderna em que se revelam a insuficiência do homem e a futilidade dos sonhos de ter o destino humano sob controle do homem. Essa forma veio a ser conhecida sob o nome inglês de fundamentalism [fundamentalismo] ou sob o nome francês de intégrisme, exibindo sua presença cada vez mais influente em toda a parte do mundo outrora dominada pelas religiões cristã, islâmica e judaica” (Mal Estar na Pós-Modernidade, Zygmunt Bauman) Fundamentalismo como medida totalitária.

Modernidade Líquida, O Que É? Modernidade líquida: resumo – a biografia de Zygmunt Bauman Zygmunt Bauman Zygmunt Bauman é um sociólogo polonês nascido em 1925 que tem como ideia mais popular o conceito de modernidade líquida. Fugiu de seu país de origem em 1939, foi para a Rússia durante toda a Segunda Guerra Mundial, após retornar à Polônia se filiou ao Partido Comunista e estudou na Universidade de Varsóvia. Modernidade. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. A modernidade costuma ser entendida como um ideário ou visão de mundo relacionada ao projeto empreendido a partir da transição teórica operada por Descartes, com a ruptura com a tradição herdada - o pensamento medieval dominado pela Escolástica - e o estabelecimento da autonomia da razão, o que teve enormes repercussões sobre a filosofia, a cultura e as sociedades ocidentais.1 O projeto moderno consolida-se com a Revolução Industrial e está normalmente relacionado com o desenvolvimento do capitalismo.

Pós-modernidade. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. A pós-modernidade é um conceito da sociologia histórica que designa a condição sócio-cultural e estética prevalente no capitalismo após a queda do Muro de Berlim (1989), o colapso da União Soviética e a crise das ideologias nas sociedades ocidentais no final do século XX, com a dissolução da referência à razão como uma garantia de possibilidade de compreensão do mundo através de esquemas totalizantes. [1] O uso do termo se tornou corrente embora haja controvérsias quanto ao seu significado e a sua pertinência.

O conceito de pós-modernidade inclui, portanto, o que se designa como pós-modernismo em arte - especialmente na arquitetura. O crítico brasileiro Mário Pedrosa foi um dos primeiros a utilizar este termo, em 1966 [6] . Em importante artigo sobre a arte de Hélio Oiticica, publicado no Correio da Manhã de 26 de junho de 1966, Pedrosa afirmava: Fronteiras - Bauman. Zygmunt Bauman e a Pós-Modernidade. Zygmunt Bauman. Arrow of time.

Arthur Stanley Eddington. Pragmatismo. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Os Pragmatistas C. Pirâmide de Maslow: ainda é atual ou está ultrapassada? - Artigos - Marketing. Construtivismo. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Construtivismo é uma das correntes teóricas empenhadas em explicar como a inteligência humana se desenvolve partindo do princípio de que o desenvolvimento da inteligência é determinado pelas ações mútuas entre o indivíduo e o meio. Émile Durkheim. Teoria tridimensional do direito. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Como é chato ser MODERNO. NOTÍCIAS DO FRONT: corre em plenário projeto de lei que – por favor, tomem seus assentos – regulamenta a, aspas, profissão de filósofo.

O autor da enormidade é o deputado Giovani Cherino (PDT-RS), orgulhosíssimo, imagino, de suas lides parlamentares. Lógica paraconsistente. Martin Heidegger. Emergency compliment : A steady supply of Emergency Compliments to be used at times of great insecurity. S Razor - Informações Temáticas - Occam - Consultoria e Formação. Warning: Parameter 2 to PlumeSmartyPants::parseContent() expected to be a reference, value given in /home/occampt1/public_html/manager/inc/class.hook.php on line 42. What is Occam's Razor? Paradigma. Verdades absolutas e tolerância - Stephen Kanitz. Dialética. Olavo de Carvalho. Georg Wilhelm Friedrich Hegel. O Pecado Capital da Acídia na Análise de Tomás de Aquino. Giordano Bruno. Imanência. Portal:Filosofia. Metafísica. Liberalismo. Mercado livre. Liberdade econômica.

Democracia grega x Democracia contemporânea. Iluminismo + História da Filosofia. Vitalismo. Lógica epistêmica. Epistemologia. Ôntico. Argumento da causa primeira. Argumento teleológico. Contingência. Weltanschauung. Lixo = Escola de Frankfurt.