background preloader

Emascena

Facebook Twitter

Wallpapers (December) 10 hábitos que deixam as pessoas mais inteligentes - Sempre Família. Inteligência é uma habilidade em contínuo desenvolvimento, mas nossa sociedade oferece uma série de distrações que podem nos fazer ficar acomodados. Veja o que cientistas e especialistas em cognição disseram à revista norte-americana Time sobre o que fazer e o que evitar para manter o cérebro sempre ativo e funcionando cada vez melhor. 1. Administre melhor seu tempo online Exagerar no tempo gasto na internet é um dos maus hábitos mais difundidos do nosso tempo e um dos mais prejudiciais, especialmente quando se navega na rede sem um objetivo específico. Os especialistas não dizem que é preciso abdicar da internet, mas sim selecionar melhor o que fazer nela, por exemplo, trocando horas gastas apenas vendo atualizações nas redes sociais pela leitura de livros ou aprendendo coisas novas no mundo real. 2. As redes sociais estabeleceram de vez o ritmo frenético de informações publicadas e vistas. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10.

Controle externo da administração pública evolui satisfatoriamente. Bertalanffy, no seu livro Teoria Geral dos Sistemas, e Luhmann, no seu livro Introdução ao Estudo dos Sistemas, afirmam que as ciências sociais apresentam-se como sistema tal como acontece em relação às ciências biológicas. Observe-se que tanto os objetos de ambas as ciências quanto as próprias ciências em si mesmas devem ser estudadas como conjunto de elementos e circunstâncias que se relacionam para formar um todo diverso da mera soma das suas partes.

Luhmann foi quem primeiro apresentou tal forma de pensamento como algo aplicável ao Direito e à Ciência do Direito, demonstrando a necessidade de estudo holístico (integrado), a fim de que todos os problemas ou temas fossem pensados a partir de aspectos gerais do sistema até chegar-se ao elemento querido. O Controle da Administração Pública deve ser estudado de acordo com os preceitos acima descritos. Dessa forma, o Controle da Administração Pública pode ser classificado de duas formas, quais sejam, o antigo e o moderno.

Corrupção

Critical Thinking. How to Be Good at Managing Both Introverts and Extroverts. As the boss, your goal is to have all your employees operating at their peak level of energy, efficiency, and motivation—which can be a challenge when it comes to leading a team comprised of introverts and extroverts. How do you manage these vastly different personalities and work preferences? How do you draw out your introverts and get your extroverts to listen?

What’s the best way to adapt your management style so that it works for everyone? What the Experts Say Until recently, personality types and human dynamics were not typically the stuff of work conversations but that is changing, says Susan Cain, author of Quiet: The Power of Introverts in a World that Can’t Stop Talking. “We are now at a point in corporate culture where it has become socially acceptable to talk about this.” Educate yourself Extroverts and introverts take “dramatically different approaches to work and social processes,” says Cain. Principles to Remember Do Don’t. Why Should Anyone Be Led by You? If you want to silence a room of executives, try this small trick. Ask them, “Why would anyone want to be led by you?” We’ve asked just that question for the past ten years while consulting for dozens of companies in Europe and the United States.

Without fail, the response is a sudden, stunned hush. All you can hear are knees knocking. Executives have good reason to be scared. We’ve yet to hear advice that tells the whole truth about leadership. By exposing some vulnerability, they reveal their approachability and humanity. You may find yourself in a top position without these qualities, but few people will want to be led by you. Our theory about the four essential qualities of leadership, it should be noted, is not about results per se. Our research into leadership began some 25 years ago and has followed three streams since then. Reveal Your Weaknesses When leaders reveal their weaknesses, they show us who they are—warts and all.

Become a Sensor Sensing can create problems. Que tal se hospedar em um hotel literário? | Editorial Clube de Autores. Óbidos é uma pequena cidade medieval encravada no interior português. Tem tudo o que se imagina em um conto de fadas: um castelo no alto de um morro, muralhas cercando o perímetro e pequenas casas adornando uma paisagem com morros verdes e céus azuis. Passear por Óbidos é, por si só, algo absolutamente inspirador. Mas nada é tão bom que não possa melhorar :-) E sabe como? Com a inauguração de um “hotel literário”. O nome já diz tudo: é um hotel (extremamente charmoso, diga-se de passagem) com livros por absolutamente todos os cantos. Veja na imagem abaixo: Já imaginou uma sala de estar assim?

E quer saber os números? E, se for passear pela terrinha, pense seriamente em entrar nesse mundo de letras que efetivamente vive dentro de uma cidade que é um conto de fadas por si só. For Better Presentations, Start with a Villain. Many executives start presentations about products or initiatives with a vague theme statement, often expressed with as much pith as a puff of smoke: “We have a new focus on customer satisfaction,” or “Our current strategic goals are execution and innovation.” But this approach is not only lacking but lackluster. Did Shakespeare begin Hamlet by saying “This is a play about indecision”? Of course not. Instead of starting with theme, you can make your story more compelling by focusing on its three main actors: the villain, the victim, and the hero. Villains in business often aren’t animate. In the mind of the consumer, even mere frustration is a recognizable evil. Or the villain could be a transaction that is incomplete or unsatisfying (anything from a faulty product to cold coffee or warm ice cream).

This villain-victim-hero framework can be applied across many industries: All told, 42 victims had together borrowed less than $27. This tale simply works, doesn’t it? To Become a Leader, Think Beyond Your Role. The world is full of people with opinions. Television, radio, and other media are brimming over with commentators making suggestions and offering seemingly authoritative advice to government officials and corporate executives about what they ought to do. At dinners and cocktail parties — and around the water cooler at work — we talk about what others should do or should have done, or the flaws of our bosses.

In our jobs, we may give our opinion on an issue from a functional or departmental point of view — in other words, a limited perspective. Or we may give an opinion without fully thinking about the issues and weighing the interests of various constituencies that our boss has to consider in order to make an important decision. We may do this because we don’t have access to additional information or, alternatively, because we believe that broadening our perspective simply isn’t part of our job description. I Thought I Did a Good Job Jim was shaken. “Yes,” I responded. How to Use Your Travel Time Productively. I’m writing this article on a flight to Raleigh-Durham; I began it last week on a train from New York City, and added a few paragraphs a couple days later on a flight to San Francisco. I’m not alone: the Global Business Travel Association predicts that business travel spending will hit an all-time high of $1.25 trillion in 2015, a 6.5% increase over last year.

Even in an era of video conferencing, face-to-face meetings are still an irreplaceable business tool, and many professionals (like me) spend a majority of our time on the road. Of course, life doesn’t stop when you’re in the air: emails still pour in, and reports and proposals are still expected. Even if it’s a travel day, it’s still a work day. But staying productive on the road — while navigating unfamiliar destinations, schlepping heavy luggage, and dealing with not-infrequent delays and inconveniences — can be a herculean challenge. Here’s how to accomplish more while in transit. 7 atitudes de pessoas hiperprodutivas no trabalho. São Paulo - Quando o assunto é produtividade, um desafio é universal: realizar tarefas dentro do prazo.

Mas, embora o dia tenha 24 horas para todo mundo, algumas pessoas parecem fazer o tempo render duas ou três vezes mais do que outras - até quando estão sob pressão ou precisam tocar diversos projetos simultaneamente. Ter uma rotina proveitosa e rentável, porém, não exige necessariamente mais suor ou horas extras: basta que você trabalhe de maneira mais inteligente. Em artigo no LinkedIn Pulse, o consultor Travis Bradberry, autor do best-seller "Emotional Intelligence 2.0" (TalentSmart, 2009) afirma que pessoas "hiper produtivas" são aquelas que aproveitam ao máximo o tempo no trabalho sem qualquer esforço adicional.

Para o especialista, os passos que esses profissionais seguem são bastante simples e também podem ajudar a sua rotina a se tornar mais eficaz. Veja a seguir 7 deles: Por isso, a dica é não adiar telefonemas, reuniões e tarefas de que você pode cuidar agora. 2. 3. 4. 5. 6. 7. Tony Robbins descreve intensa e incomum rotina matinal para um dia produtivo. SÃO PAULO - Ao longo dos últimos 30 anos, Tony Robbins se tornou o maior coach do mundo ao treinar grandes celebridades, desde o ex-presidente Bill Clinton, a ícone do tênis Serena Williams até o reverenciado gestor de hedge funds Paul Tudor Jones. Ele vendeu milhões de livros, vídeos, gravações de áudio e ingressos para seus seminários. Robbins tem 55 anos, mas ainda mantém uma agenda lotada de eventos e é mais frenético do que nunca no palco, pulando regularmente e correndo através de multidões que pagam para receber suas dicas e conselhos.

Os dias podem durar 12 a 14 horas, em seus seminários mais intensos, o que exige um preparo de um verdadeiro atleta. O portal Business Insider conversou recentemente com o coach depois que ele visitou seis países em 12 dias, e Robbins revelou o principal elemento responsável pela sua energia. Segundo ele, tudo se resume a sua intensa e altamente incomum rotina. Acorda cedo e toma um banho frio Primordial Parte um: Exercício de respiração. Alimente-se. A Simple Formula for Changing Our Behavior. “Whoa! What are you doing?” I asked aghast. I had just walked into my daughter’s room as she was working on a science project. Normally, I would have been pleased at such a sight. But this time, her project involved sand. A lot of it. My daughter, who immediately felt my displeasure, began to defend herself. I responded more angrily, “But the sand is getting all over!” “Where else am I supposed to do it?”

Why won’t she admit when she’s done something wrong? My fear translated into more anger, this time about how important it was for her to admit mistakes, and we spiraled. I wish I could say this never happened before. This is not just a parenting dance. I’m always inclined to ask: Why do I react the way I do? But it doesn’t really matter.

Because knowing why I act a certain way does not change my behavior. The question that really matters – the hard question – is how do I change? First, I need a better way to respond to my daughter. Simple and effective: That’s a great way to handle it. Série: 10 tendências para os próximos 10 anos, Episódio: 1, o Fim das Carreiras. Série: 10 tendências para os próximos 10 anos, Episódio: 1, o Fim das Carreiras O início Passei os últimos 10 anos da minha “carreira” totalmente imerso no mundo da gestão de pessoas e carreiras e bastante envolvido com temas como inovação, tecnologia, cultura corporativa, mercado e educação — livre, continuada e corporativa. De uns tempos para cá, comecei a me intrigar não com a velocidade das mudanças que vivemos, mas sim com a aceleração dessas mudanças.

Se é um clichê dizer que no mundo, tudo muda muito rápido, é ainda mais inquietante perceber que, além disso, o mundo muda, sim, muito rápido — só que é cada vez exponencialmente mais rápido. Não é só a velocidade que está aumentando. E, por falar em tendências e evidências, aproveitei minha estreia aqui no Medium para compartilhar com vocês o início de uma série de 10 tendências que, se confirmadas — e eu sou capaz de apostar alto que serão — impactarão com bastante força o mundo que conhecemos. 1) O Fim das Carreiras Prepare-se. 7 livros sobre corrupção no Brasil que todo jurista deveria ler Editora Fórum - Conhecimento Jurídico. Os escândalos de corrupção no Brasil já fazem parte da rotina dos noticiários nacionais. Mas como um problema como esse se tornou comum no país?

Quais são as suas origens? Como prevenir e combater a corrupção? Como os agentes de controle, advogados públicos, membros do Ministério Público, juízes e autoridades públicas devem atuar para punir os responsáveis e recuperar os desvios de dinheiro público. Para responder perguntas como estas, é necessário um profundo conhecimento das estruturas políticas e administrativas, legislação, histórico dos escândalos e outros diversos aspectos. Por isso, preparamos uma seleção de obras que ajudam a compreender e levantar medidas de como enfrentar este grande problema político brasileiro. Veja a lista: As Raízes da Corrupção no Brasil – Estudo de Casos e Lições para o Futuro Autor: Lucas Rocha Furtado O foco do livro é examinar grandes escândalos de corrupção verificados no Brasil nos últimos 15 anos.

Conheça o livro aqui Conheça o livro aqui. Ignorada no Brasil, Svetlana Alexievich lidera apostas para Nobel - 07/10/2015 - Ilustrada. Procure por Svetlana Alexievich nas livrarias brasileiras e você não encontrará título algum –nem "Vozes de Chernobil", seu livro mais famoso, um relato feito a partir de mais de 500 entrevistas com testemunhas da maior catástrofe nuclear da história. O nome de difícil pronúncia, entretanto, pode soar mais comum aos ouvidos nos próximos dias: se os adeptos de apostas para Nobel de Literatura estiverem certos, Alexievich será laureada nas próximas 24 horas. À véspera do anúncio do Nobel de 2015 –que será feito na quinta (8), pela Academia Sueca, em Estocolmo–, a jornalista bielorrussa de 67 anos está no topo da lista das casas de aposta mais famosas da Europa e dos Estados Unidos.

Nos portais Ladbrokes, Betsson, Paf e Unibet, Alexievich lidera com 5/1 (ou seja, quem aposta 1 libra, recebe 5 de volta se ela for escolhida). Os brasileiros que quiserem palpitar, contudo, ficarão de fora da brincadeira: jogos de azar são ilegais no país, e os sites não aceitam apostas daqui. EUA fecham maior acordo comercial da história com onze países do Pacífico. Texto atualizado às 12h20 WASHINGTON - Após oito anos de negociações, Estados Unidos, Japão, Canadá e outros nove países aprovaram na manhã desta segunda-feira a Parceria Transpacífico (TPP, na sigla em inglês), o maior acordo de livre comércio do mundo, que abrange 40% do Produto Interno Bruto (PIB) do planeta.

O tratado ainda precisa ser ratificado pelo Congresso americano, mas o anúncio representa uma grande vitória do presidente Barack Obama e de sua estratégia de fortalecer os laços com a Ásia. "Quando mais de 95% de nossos clientes potenciais vivem fora de nossas fronteiras, nós não podemos deixar países como a China escreverem as regras da economia global", disse Obama em nota logo depois da aprovação do acordo por representantes dos 12 países reunidos em Atlanta, nos Estados Unidos.

A China não integra o bloco de livre comércio, que contém muitas disposições incompatíveis com as práticas do país. História das Palavras | Tal como os homens e as nações, também as palavras têm a sua história. História das Palavras. Você pode aprender uma língua enquanto usa o Google Chrome. Short Story Tips: 10 Ways to Improve Your Creative Writing.

Como Escrever um Conto: 15 Passos (com Imagens) - wikiHow. [Dicas] Escreva um Conto: 8 dicas para contistas - Folhetim Online. [Dicas] Escreva um Conto: 8 dicas para contistas - Folhetim Online. Les "grands" articles du droit administratif général. Olhar Digital: 11 clássicos do MS-DOS para jogar gratuitamente no seu navegador. 5 exercícios muito fáceis que vão ajudar você a eliminar a barriguinha. Cuidado, o Tesouro Direto pode ser seu pior investimento. Estudos Avançados em Direito Ambiental - Escola da Magistratura Federal do RS.

Papodehomem.com. Editora acadêmica gigante quer acabar com a pirataria de ciência na internet. Como encontrar voos baratos - escolha sua ferramenta - Viagem - Estadão. O Manual da Alimentação Perfeita | Anus Cerebralis. Apperitivo: Lipp permite incluir sua voz sobre vídeos da internet | Folha.

Direito Financeiro

Blogs.