background preloader

Movimento Estudantil

Facebook Twitter

Estudantes fazem megaprotesto contra reforma na educação do Chile - notícias em Educação. Milhares de estudantes saíram às ruas das principais cidades do Chile em um protesto nacional contra a reforma no sistema educacional do país nesta quinta-feira (16).

Estudantes fazem megaprotesto contra reforma na educação do Chile - notícias em Educação

Houve confronto com a polícia em Santiago e Valparaíso. De acordo com estimativas dos organizadores, a marcha em Santiago reuniu 150 mil pessoas, enquanto a polícia estimou em 40 mil o número de participantes (veja no vídeo acima). Os estudantes protestam contra a reforma aprovada em janeiro que proíbe a seleção de estudantes em escolas subvencionadas, o financiamento compartilhado com as famílias e os lucros de capital dos donos de colégios.

Segundo os manifestantes, as medidas envolvendo o lucro e a seleção irão afetar parte das 5 mil escolas subsidiadas, que reúnem 52% dos estudantes chilenos e são financiadas por contribuições do Estado e o pagamento das famílias. Governo pretende terceirizar contratação de docentes federais via Organização Social. Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior - ANDES-SN Data: 24/09/2014 Governo pretende terceirizar contratação de professores federais via Organização Social O presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Jorge Almeida Guimarães, declarou recentemente, em um debate sobre educação superior, que a Capes, o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e o Ministério da Educação (MEC) pretendem criar uma Organização Social (OS) para contratar docentes para as Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) por meio da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Governo pretende terceirizar contratação de docentes federais via Organização Social

Valendo-se da argumentação falaciosa de que o Regime Jurídico Único (RJU) contrata professores “por 30 anos e não manda ninguém embora”, e de que a OS garantiria e facilitaria a contratação de grandes pesquisadores estrangeiros, a Capes propõe, na verdade, a terceirização do trabalho dos professores das Ifes. * Foto: EBC. Fonte: ANDES-SN. 'Grandes grupos econômicos estão ditando a formação de jovens brasileiros', diz novo reitor da UFRJ. Para Roberto Leher, educação brasileira se tornou 'um grande negócio': 'são operadores do mercado financeiro que estão controlando as organizações educacionais', formando jovens para serem apenas força de trabalho e mercadoria Um grande negócio.

'Grandes grupos econômicos estão ditando a formação de jovens brasileiros', diz novo reitor da UFRJ

É assim que o novo reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Roberto Leher, enxerga o novo momento da educação brasileira. Em entrevista, o professor titular da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFRJ traça um panorama do atual estágio da educação no Brasil, e as conclusões não são nada animadoras.

Para Leher, que tomou posse no dia 03 de julho, os recentes processos de fusões entre grandes grupos educacionais, como Kroton e Anhanguera, e a criação de movimentos como o Todos pela Educação representam a síntese deste processo. Outsourcing de Impressão. As “estaduais” nos tornam adultos. A chamada “crise das universidades estaduais” – desencadeada no início deste ano – pede uma afirmação, em alto e bom som.

As “estaduais” nos tornam adultos

O Paraná seria uma miniatura de si mesmo não houvesse suas sete universidades. UEL, UEM, UEPG, Unioeste, Unicentro, Uenp e Unespar redesenharam o mapa desta terra, projetando-a para além da imagem pitoresca alimentada por tantas décadas, em panfletos patrióticos que a colocavam entre o ingênuo e o nada. Pinheirais, cataratas, cafezais, os inacreditáveis Campos Gerais, uma capital fria e europeia, por aí vai.

Mas o Paraná é sobretudo um lugar onde universidades reviram o solo, incubam ideias, projetam cidades. The death of universities. Prouni criou milionários em troca de má qualidade na educação. Criado em 2004, o Programa Universidade para Todos (ProUni) já garantiu mais de 2 milhões de bolsas de estudo parciais e integrais em universidades privadas a estudantes brasileiros de baixa renda.

Prouni criou milionários em troca de má qualidade na educação

Ao lado do Financiamento Estudantil (Fies), o programa é uma importante maneira de assegurar qualificação profissional a jovens que, historicamente, dificilmente conseguiriam espaço em universidades públicas, seja pela forma como os vestibulares se estruturam, seja por problemas em sua formação básica. A lógica emergencial do Prouni, construído para suprir a baixa oferta de vagas em universidades públicas, tem reflexos diretos no modelo e na qualidade do ensino universitário brasileiro. Para o sociólogo Wilson Mesquita de Almeida, o Prouni ajudou a consolidar um modelo de Ensino Superior que prioriza o lucro em detrimento da qualidade. Em 2014, os valores destinados ao Prouni, via renúncia fiscal, cresceram 166%. Já o orçamento na rede pública do Ensino Superior aumentou 86%. WMA: Sim. USP entra para o top 10 das melhores universidades entre países emergentes.

SÃO PAULO - A USP entrou para o top 10 entre as melhores universidades no ranking de países emergentes, de acordo com a lista divulgada nesta quarta-feira, 3, pela Times Higher Education (THE), que faz as principais medições de qualidade das universidades do mundo.

USP entra para o top 10 das melhores universidades entre países emergentes

Esta é a segunda vez que o recorte do ranking de países em desenvolvimento é publicado - o último foi divulgado em dezembro de 2013. As outras três universidades do Brasil que estão entre as 100 melhores na lista caíram em relação ao ano passado. A Universidade Estadual Paulista (Unesp) foi a que mais perdeu posições - foi de 87ª para 97ª. A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) oscilou do 24º lugar para 27º. Já a Universidade Federal do Rio de Janeiro caiu de 60º para 61º. O índice é baseado em cinco indicadores: trabalhos em inovação, qualidade de ensino, impacto das citações, pesquisa e alcance internacional. Balanço. Na Turquia, três instituições estão entre as 10 melhores, segundo o ranking. Universidades. 1. 2.