background preloader

Bolsa Família

Facebook Twitter

Congelar o programa Bolsa Família foi erro, diz economista do FGV Social - 26/11/2016 - Mercado. A queda da renda entre os 10% mais pobres, verificada na Pnad, aumentou a pobreza no país em quase 20%, segundo o economista Marcelo Neri, 53, pesquisador e diretor do FGV Social.

Congelar o programa Bolsa Família foi erro, diz economista do FGV Social - 26/11/2016 - Mercado

Nos anos dourados do crescimento, Neri criou a expressão "nova classe média", para ilustrar a ascensão da renda dos mais pobres. Agora, lamenta "erros", que segundo ele foram cometidos no último ano da gestão de Dilma Rousseff, que afetaram justamente a base da pirâmide. Folha - Como avalia os dados da Pnad? Marcelo Neri - Revelam que 2015 foi um ano duplamente ruim. A renda familiar per capita caiu 7,04%. Por que a pobreza aumentou? Uma parte importante é explicada pelo congelamento do Bolsa Família com a inflação em dois dígitos. O que os números de 2016 sugerem que vá aparecer nas estatísticas?

Queda no número de filhos é maior entre beneficiárias do Bolsa Família. Queda de natalidade é maior entre beneficiários do Bolsa Família, diz IBGE. Como o desemprego é tão baixo se tanta gente recebe bolsa-família? - Galileu. Essa pergunta circula muito pelo Facebook e redes sociais em geral e parece uma dúvida legítima.

Como o desemprego é tão baixo se tanta gente recebe bolsa-família? - Galileu

O IBGE vem mostrando que o país bate recorde atrás de recorde, conseguindo as menores taxas de desemprego de sua história, enquanto os dados do Ministério de Desenvolvimento Social afirmam que um em cada quatro brasileiros recebem Bolsa-Família, 45,8 milhões de pessoas. Como isso é possível? Bolsa Família: Desfazendo mitos sobre o programa. Por que não é verdade O Bolsa de Família está integrado ao plano Brasil Sem Miséria, que oferece inúmeras oportunidades (ou “portas de saída”) de inclusão produtiva rural e urbana.

Bolsa Família: Desfazendo mitos sobre o programa

Por exemplo: cursos de qualificação profissional do Pronatec, construção de cisternas (não só para consumo humano, mas também para produção), Luz para Todos (que abre caminho para várias ações de empreendedorismo), programa de assistência técnica e extensão rural, programas de compra direta de alimentos produzidos por agricultores familiares etc. Isso tudo além de acesso a serviços nas áreas de educação (creches e escolas em tempo integral, por exemplo), saúde (Rede Cegonha, Brasil Sorridente, Saúde da Família etc), assistência social e segurança alimentar. Bolsa Família: mais de 1,6 milhão de casas abriram mão do benefício.

CAMPO FORMOSO (BA), TIMBIRAS (MA) e FORMOSA (GO) - Em quase uma década, 1,69 milhão de famílias de beneficiários do Bolsa Família saíram espontaneamente do programa, depois de declarar que tinham renda familiar acima do limite permitido, que é de R$ 140 mensais por pessoa.

Bolsa Família: mais de 1,6 milhão de casas abriram mão do benefício

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome diz desconhecer, porém, quantas dessas pessoas de fato saíram porque conseguiram emprego e passaram a ganhar mais. O secretário nacional de Renda de Cidadania, Luís Henrique de Paiva, enfatiza que esses 1,69 milhão de beneficiários prestaram informações voluntariamente, durante a atualização cadastral, feita a cada dois anos pelas prefeituras. Segundo ele, o governo não sabe é se as pessoas passaram a ter mais renda ou ocorreu uma diminuição do número de integrantes da família, o que fez crescer a renda per capita. — O Brasil ainda não tem um Big Brother para saber, caso a caso, o que aconteceu — diz Paiva. — Estou até assustada. 40 comentários.

O Bolsa Família e a revolução feminista no sertão - MARIE CLAIRE. Uma revolução está em curso.

O Bolsa Família e a revolução feminista no sertão - MARIE CLAIRE

Silencioso e lento - 52 anos depois da criação da pílula anticoncepcional - o feminismo começa a tomar forma nos rincões mais pobres e, possivelmente, mais machistas do Brasil. O neoliberal Bolsa Família. A História se encarrega de juntar ideias e fatos, fazer justiça, costurar acontecimentos e narrar os fatos reais que a política tentou embaralhar, falsear e, por vezes, negar.

O neoliberal Bolsa Família

Só que as duas - a História e a política - protagonizam tempos diferentes. Porque trabalha com o momento presente, a política não tem compromisso com a verdade e se aproveita do mais oportunista apelo do momento. A História trabalha com tempo mais longo, seu papel é recolocar em seus lugares ideias e fatos que a política falseou no passado e contar como se passou a verdade.

Entre o que o Partido dos Trabalhadores (PT) pregou antes e praticou depois que assumiu o poder, passou pouco mais de uma década. Sete em cada dez beneficiários do Bolsa Família trabalham. Termo de Uso Específico – R7 Pontos O respectivo Termo de Uso Específico (doravante, “Termo de Uso”) tem como objetivo regrar a participação e utilização pelos usuários devidamente cadastrados no Portal R7 e possuidores de um serviço de e-mail @R7 (doravante, “Usuário(s) R7”) no R7 Pontos (doravante, “R7 Pontos”), consistente em um programa de incentivo de navegação e interatividade aos Usuários R7 no Portal R7, de participação inteiramente facultativa pelo Usuário R7, com benefícios descritos neste instrumento, disponibilizada através da internet mediante o acesso do Usuário R7 à respectiva área do Portal, localizada pelo endereço eletrônico pela Rádio e Televisão Record S.A.

Sete em cada dez beneficiários do Bolsa Família trabalham

(doravante, “Record” ou simplesmente “R7”). 1. Aceitação do Termo de Uso pelo Usuário R7 1.1. 1.2. 1.3. 1.4. 2. 2.1. 2.2.