background preloader

Related:  Portuguese Food Blog's

Alfazema - acerca de CAULE:_verde, muito ramificado, lenhoso ao 2º ano +/- 1 metro FOLHAS:_é das plantas mais perfumadas, emana cheiro ao toque, sabor amargo, cinzentas esverdeadas,opostas estreitas 2 a 5 cm.Podem apanhar-se em qualquer momento. FLÔRES:_ pequenas 5 a 15 cm.Lilases em espiga, florescem no verão. LOCAL / SÍTIO:_solarengo SOLO / COMPOSTO:_ meio seco, arejado, ladeiras pedregosas, arenoso, bem drenado PROPAGAÇÃO:_ por semente só em estufa, por estaca no outono e inverno(10 a 20 cm)vive 6 anos ALGUNS USOS MEDICINAIS Insónias(excitação)Nevralgias Asma 60 gr.de flôr de alfazemaferver em 1 litro de água (2 minutos )filtrar. beber 4/dia Infusão-macerar 5 minutos 5 gr de flôr em água a ferver, filtrar e adoçar com mel TISANA de alfazema-(insónias)30 gr. flôr de alfazema10 gr. camomila5 gr. de hipericão 5 gr. de lúpulo5 gr. de valeriana - (triturar, ferver em água,filtrar-beber á noite) nota - fabricam-se águas de colónia e óleo essencial de alfazema, cremes, sabonetes e champôs

o estado da cozinha portuguesa What Should I Eat For Breakfast Today ? As Minhas Receitas Lume Brando Na outra encarnação, devo ter nascido minhota. No Minho, sinto-me em casa. E um dia gostava de lá viver. Numa quinta pequenina e rústica, com jardim e horta e uma cozinha enorme com uma grande janela em frente ao balcão, onde passaria largas horas a fazer bolos, biscoitos e pão e a experimentar receitas novas com os legumes acabados de apanhar. Provavelmente esse dia nunca há-de chegar, mas o Minho é uma terra generosa, e por isso dá-me muito, mesmo não vivendo lá. Gosto de tudo no Minho: das pessoas de sorriso aberto e com uma certa vaidade na sua origem; das feiras e romarias (viva a feira de Barcelos! Esta paixão vem de família. Com o tempo, o Minho foi entrando na minha vida de outras formas: temporadas regulares em Caldelas, com as primas, a fazer companhia à nossa avó, que lá fazia tratamentos termais, universidade e primeiro emprego em Braga, colegas de trabalho, amigos, cunhada... Um brinde ao Minho. Torta de Viana (do livro Cozinha do Minho de Alfredo Saramago)

Tomilho Bela-luz – um endemismo ibérico O Thymus mastichina, também conhecido como sal-puro, é o mais fantástico de todos os tomilhos que conheço. Com o seu aroma fresco, forte e canforado, é uma planta exclusiva da Península Ibérica, um endemismo ibérico. Existem vários estudos científicos sérios sobre a composição dos óleos essenciais desta planta, nacionais e internacionais, mas infelizmente é ainda um recurso genético menosprezado no nosso país, o mesmo não acontecendo na vizinha Espanha, onde é largamente colhido para a indústria dos óleos essenciais, que os consomem um pouco por todo o mundo, por isso lhe chamam ingleses e franceses tomilho espanhol. Vive em solos pedregosos, arenosos, em matos. Coloniza bordaduras e taludes de estradas, campos de cultivo abandonados, um pouco por todo o país. Pode atingir uma altura de 40-70 cm e largura equivalente. Gosta de solos bem drenados, expostos ao sol. Após vários anos de cultivo, nunca apresentou sintomas de qualquer praga ou doença. Toda a planta pode ser utilizada.

Forkingamazing | Small Kitchen, Great Food My Little Things

Related:  Food/recipesbaking