background preloader

Picle

QR Code transforma mostra fotográfica em experiência única 136 likes 162 Tweets 7 Pin it 7 pin it Vira-e-mexe aparece alguma ação baseada no QR Code. A ideia é absurdamente simples e eficiente: durante a mostra do fotógrafo português Nuno Serrão, foram espalhados QR Codes. Apesar de este tipo de ação não ser novidade – a Tate Gallery já realizou a mostra Tate Tracks, com uma ideia parecida -, a diferença do Project Paperclip está no aplicativo, que ajusta a música de acordo com a exata localização do usuário, horário, presença de outras pessoas e o barulho no ambiente. Segundo os organizadores, neste projeto “o conceito de realidade aumentada, tal como é conhecido, resulta da utilização de uma interface digital que permite a criação de uma ponte entre o nosso universo e um universo digital, criando em tempo real um ambiente misto onde a diferenciação entre as realidades é reduzida”.

Startups Skip Video, Hang Hopes On Shareable Multimedia | interest graph marketing School of Education launches center to improve Brazilian education | Stanford University School of Education CONTACT: Amy Yuen, Stanford University School of Education/External Relations, (650) 724-9440, amy.yuen@stanford.edu COMMENT: Paulo Blikstein, Assistant Professor of Education, Stanford University School of Education, (847) 571-4538, paulob@stanford.edu Denis Mizne, Executive Director, Lemann Foundation, 55-11-3897-9672, Denis.Mizne@fundacaolemann.org.br RELEVANT URL: STANFORD, CA – In a concerted effort to significantly improve public education in Brazil in the next decade, Stanford University School of Education has launched a new center on campus aimed at developing new approaches to improve learning in Brazilian public schools. Named the Lemann Center for Educational Entrepreneurship and Innovation in Brazil, the Center will create new educational opportunities inside and outside of the classroom, particularly for Brazil’s low-income students. (l-r) Eric Bettinger, David Plank, Paulo Blikstein, Martin Carnoy Major initiatives of the new Center include:

Startups Skip Video, Hang Hopes On Shareable Multimedia When Instagram joined Facebook last April, a race to crown a “Instagram for Video” revved into full throttle. With Instagram's $1 billion price tag fresh in their minds, investors rushed to fund or acquire a piece of what seemed to be the next step in the evolution of social media. First, we shared our thoughts. Then we shared our photos. Next, we would all want to share our videos. And then, just as drastically as social video apps had taken off, they flopped. Viddy and Socialcam, two of the most popular social video apps, went from together having more than 100 million active monthly users in June, according to AppData, to less than 5 million in December. Music, photos, video, slideshows, audio--simultaneously. “It’s more than a niche,” says Doug Imbruce, the founder of a startup called Qwiki that automatically compiles multimedia presentations. An app the company released in December is perhaps the most extreme example of easy multimedia sharing.

5 - O BEM SEPARADO DO MAL 72 - No filme "Guerra nas Estrelas" o mago-imperador e Darth Vader contra Ben Kenobi e seu discípulo Luke Skywalker constituem os lados em confronto: o mal e o bem, o "lado negro da Força" e o seu lado "branco". Há milênios esse padrão mítico de confronto vem sendo inculcado. Tal como o mago-imperador, Ben Kenobi também é um mago. 73 - Ben Kenobi e Luke Skywalker não querem alterar a estrutura do poder vertical. 74 - O padrão de contraposição "bem x mal" está tão entranhado no inconsciente da humanidade, ou naquilo que foi chamado de "alma do mundo", que imaginamos que a dinâmica da psique funciona assim porque espelha uma ordem cósmica mais geral, na qual todas as coisas - minerais, vegetais, animais, homens, anjos e deuses - estão inseridas sistemicamente. 75 - No filme "Guerra nas Estrelas", a espada-laser azul de Luke Skywalker é diferente da espada, de facho vermelho, de Darth Vader. 77 - Existe de fato uma mesma tradição por trás das manifestações culturais da nossa civilização.

Qwiki - Storytelling. Coming soon to your iPhone | interest graph marketing The Anatomy of a Perfect Landing Page Placement and Content 7. Keep It Above the Fold The space a visitor sees without having to scroll is where the most important parts of the webpage should be. 8. Optimize a landing page for conversion over time. 9. Implementing motivational speeches, videos of user testimonials, and product images into a home page can have a positive impact on viewers, as well as give shoppers an extra push to look further into a product. Bellroy uses great imagery and videos on many of their pages. 10. Links connecting the user to a bunch of other sites or pages will distract them and have a negative impact on conversions. This landing page is designed well, but look at all those header links getting in the way of the message!

Geolocation services come of age Jason Wilson, co-founder of Platial, in San Francisco on Thursday (iPhone photo by JD Lasica). Platial helped pioneer place-based social networking This is the first of a multi-part series on geolocation startups and services. Target audience: Entrepreneurs, founders, startups, geolocation services, mobile ad networks, businesses, educators, journalists, general public. For years, entrepreneurs, tech observers and funders have known two things about the geolocation space: It holds an enormous amount of promise, and it’s taking an awfully long time to get there. Geolocation startups are hot in Silicon Valley right now, from Zkatter, a San Francisco-based startup from British young gun Matt Hagger that wants you to capture and share moments in real time through mobile video, to Findery, the venture-backed San Francisco startup from Flickr co-founder Caterina Fake that wants you to leave notes, media and digital objects for others at specific locations. What’s my connection with geoloco?

Advertisement by LinkedIn Member O que é o site Whiplash.Net? - Whiplash! Whiplash.Net é um site sobre rock e metal em todos os seus sub-estilos (clássico, hard rock, heavy metal, punk, etc). A filosofia do site é investir na comunidade que existe em torno destes estilos; mais do que ser a maior fonte de informações sobre bandas e artistas, queremos que o site seja o maior ponto de encontro de usuários interessados neste assunto. Desde o início das atividades do site, em 1996, temos investido nesta interatividade. O Whiplash.Net foi o primeiro site de rock do Brasil a permitir que usuários postassem comentários sobre cada matéria publicada. Mais do que isso, foi o primeiro site a investir na produção de matérias pelos próprios usuários. Whiplash.Net é hoje, muito provavelmente, o mais importante veículo de comunicação sobre Rock e Heavy Metal do Brasil. Whiplash.Net é o mais completo site de Rock e Heavy Metal do Brasil? Acreditamos que sim. Whiplash.Net é o mais acessado site de Rock e Heavy Metal do Brasil? Acreditamos que sim.

Câncer será extinto, diz Michio Kaku - Ciência São Paulo – O físico e professor da Universidade de Nova York, Michio Kaku, palestrou na Campus Party 2012 neste sábado (11) e explicou aos campuseiros sobre como será a tecnologia do futuro, inclusive na área de medicina. Segundo ele, o câncer será extinto. Também conhecido como o físico do impossível, Dr. Kaku falou sobre a quarta onda mundial. Ele explicou sobre as três ondas já vividas por nossa civilização. A primeira delas foi marcada pela criação da máquina a vapor. Segundo ele, algumas coisas da nossa geração já podem ser previstas. “O poder computacional estará em tudo”, diz Dr. Todos farão parte disso, até mesmo os militares. Quanto aos gadgets, Dr. Quanto à biotecnologia, os avanços também serão importantes. Dr. O professor também falou sobre robótica. Quando os robôs se tornarem mais inteligentes, empregos com funções repetitivas irão acabar.

Escola sueca sem classes de aula – será o futuro da educação? Se a sua escola fosse assim, você não teria chorado, se fingido de doente ou batido o pé tantas vezes com seus pais para poder faltar, não é mesmo? Basta olhar para as fotos. Essa é uma verdadeira “escola do futuro”, saída de um filme de sci-fi. Ou, melhor ainda, não é muito diferente de um escritório do Google. Os alunos parecem estar funcionando de forma independente em seus laptops, em qualquer lugar que lhes seja confortável e conveniente. Claro que o ambiente não parece propício para uma boa postura – tantos puffs e posições “confortáveis” podem levar a dor nas costas. Essa escola é uma ideia da organização escolar sueca Vittra. Por todos os lugares, eles querem dizer qualquer lugar. A escola da foto é a mais recente, chamada Telefonplan, inaugurada em agosto passado. A “aldeia” é uma pequena casa destinada a trabalhos em grupo, e “móveis orgânicos conversacionais” permitem que as crianças interajam umas com as outras também. O que você acha?

4 Lessons From The Social Innovation Hotbed Of Brazil Last year, I moved from New York to Rio de Janeiro, where Purpose has opened its first overseas office. I have met with local innovators and interacted with all kinds of people on the streets, at the beach, and in botequins (informal bars). These experiences have all enriched my work in social innovation. Besides stimulating my creativity, immersion in a different culture and working in a foreign language have heightened my sense of mindfulness and empathy, reminded me of the virtue of humility, and taught me a few things about what it means to innovate. Here are some lessons I have learned: Innovation is a jeitinho A jeitinho (“little way” in Portuguese) is a way of making do and getting around barriers with the resources that you have on hand. Innovation is a feijoada While we often refer to the U.S. as a “melting pot,” in Brazil, the equivalent symbol of cultural mixing is the feijoada. Innovation is cannibalism Catarse’s openness is a core value, from its source code to its community.

Global Alliance for Transformational Entertainment

Related: