background preloader

Antônimos

Antônimos

https://www.antonimos.com.br/

Related:  Biblioteca Virtual - Português do BrasilRECURSOS PARA ENSINAR PORTUGUÊS

Jogo pedagógico para ensino da separação silábica Neste jogo pedagógico é proposta uma atividade de ditado coletivo para a fixação da separação silábica de palavras que possuem dígrafos, encontros consonantais e encontros vocálicos. Dados da aula Objetivos: - Praticar o reconhecimento de sílabas que contenham dígrafos, encontros consonantais e encontros vocálicos; - Praticar a separação silábica de palavras que contenham dígrafos, encontros consonantais e encontros vocálicos; - Reconhecer novas possibilidades de ensino/aprendizagem por meio de jogos pedagógicos.

Português no Mundo Português no Mundo Atualmente, o português é língua oficial de oito países (Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Timor Leste). Apesar da incorporação de vocábulos nativos e de modificações gramaticais e de pronúncia próprias de cada país, as línguas mantêm uma unidade com o português de Portugal. O português também é falado em pequenas comunidades, reflexão de povoamentos portugueses datados do século XVI, como é o caso de: A Língua Portuguesa se faz presente em todos os continentes, observe: América: O Brasil é o único país de língua portuguesa na América.

O ensino da sintaxe. Pontos relevantes sobre o ensino da sintaxe O ensino da sintaxe, baseado em regras e nomenclaturas, pode ser desestimulante A sintaxe = REGRAS + NOMENCLATURAS = POSTULADOS GRAMATICAIS. Eis aí uma fórmula básica quando o assunto se refere ao ensino de Língua Portuguesa. Música no ensino de gramática Professor, que tal uma proposta de aula para deixar mais fácil o ensino da Gramática? Não seria interessante abordar conteúdos gramaticais de uma maneira divertida e lúdica? Pois saiba que é possível, e o uso dessa metodologia produz resultados significativos para o ensino da língua portuguesa. Para sair da rotina (fuja dela sempre que possível!)

Como fazer o aluno gostar de escrever? Antes de papel e lápis, a aula de redação deverá discutir de alguma forma o tema geral! Muitas vezes quando o aluno escreve “abobrinhas”, como dizem, ou expõe ideias vagas, sem conexão, a culpa não é dele! A tarefa de escrever não é simples, ainda mais para aquele aluno que tem dificuldades de concentração. E se um ambiente de paz e segurança não for criado para a produção de texto, é praticamente impossível que resulte em algo produtivo. A segurança é gerada a partir do momento em que o assunto é conhecido.

Contextualizando o ensino da gramática por meio da arte Posicionamentos diversos se manifestam quando o assunto se refere à concepção que se tem acerca do ensino da gramática. Nesse sentido, cabe ressaltar que tal diversidade muitas vezes se demarca muito mais por aspectos de ordem negativa que positiva. Assim, dizeres parecem se misturar, nos quais a predominância pende para algo mais ou menos do tipo: “estudar gramática é muito chato”; “aprender aquelas regras é insuportável”; “detesto Português”, e assim por diante. Mudanças nesse quadro são necessárias, sobretudo pela importância de fazermos bom uso da língua que falamos, valorizando-a em todos os seus aspectos. Propor metodologias distintas, no sentido de buscar meios mais eficazes de fazer com que o ensino se concretize, é, por excelência, uma das incumbências atribuídas a todo educador. Quanto ao ensino da gramática, a situação não é diferente.

Dicionário da política - Politize! A tributação progressiva existe em muitos dos países desenvolvidos, em que o imposto é tributado sobre a renda e de maneira progressiva (quem é mais rico contribui com mais, e quem é mais pobre contribui com menos). Observe o exemplo: João recebe 1 mil reais por mês, e Maria recebe 10 mil. Caso eles vivam em algum desses países, seriam cobrados, suponhamos, 25% de tributos diretamente do salário de João, por este necessitar de grande parte de sua renda para comprar insumos básicos, como comida, papel higiênico, água, aluguel, entre outros. Já sobre o salário de Maria, a tributação seria de 35%, pois considera-se que seu salário é suficiente não só para que ela adquira insumos básicos, como os de João, mas também lhe sobrem reservas para formar poupança e investir.

Como ensinar o acordo ortográfico? O Novo Acordo Ortográfico, assinado em setembro de 2008, passa a ser definitivo e obrigatório a partir de janeiro de 2012. Até lá, a antiga e nova ortografia coexistem e são aceitas. Primeiramente, o importante é saber se a escola irá adotar as novas regras antes da finalização do prazo estipulado para adequação, apontado acima. Se sim, é importante que a direção oriente os professores, prepare ou custeie um curso para os docentes, pois a lei da novas regras é muito recente e precisa ser assimilada com cuidado antes de ser passada aos alunos. Se não, então aos poucos os professores podem ir inserindo as novas mudanças na sala de aula. Afinal, tanto os que ainda não são alfabetizados quanto os que são precisam se adequar e aprender as novas normas ortográficas.

O que ensinar em Língua Portuguesa Até os anos 1970, o processo de aprendizagem da Língua Portuguesa era comparado a um foguete em dois estágios, como bem pontuam os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). O primeiro ia até a criança ser alfabetizada, aprendendo o sistema de escrita. Já o seguinte começaria quando ela tivesse o domínio básico dessa habilidade e seria convidada a produzir textos, notar as normas gramaticais e ler produções clássicas.

Related: