background preloader

As linguagens midiáticas na educação infantil 16 09

As linguagens midiáticas na educação infantil 16 09

http://pt.slideshare.net/profatania/as-linguagens-miditicas-na-educao-infantil-16-09

Related:  _deeisy

Revista Comunicação Midiática A Revista Comunicação Midiática (ISSN 2236-8000) é uma publicação quadrimestral do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UNESP - Universidade Estadual Paulista e dedica-se a publicar trabalhos originais e inéditos que abordem pesquisas sobre comunicação midiática nas seguintes áreas: Cultura e Mídia: análise das dimensões socioculturais dos processos de produção, veiculação e recepção da comunicação midiática; Linguagem e Perspectivas Sociais: Entrevista sobre Linguagem Midiática - Jornal Academus 1)Dóris, quais são os desafios centrais dos estudos de Linguagens na situação histórica atual? Penso que em todo e qualquer tempo, o grande desafio de estudar a linguagem, e também o grande prazer em fazê-lo, é o fato de que a linguagem é dinâmica e não se aprisiona em nenhum critério, ou método. Não se rende a nenhum tipo de normas, nem mesmo as gramaticais ou ortográficas, que teoricamente são estruturas mais rígidas da língua. Ou seja, mesmo a gramática e a ortografia de uma determinada língua podem se modificar com o passar do tempo e com os usos que se faz delas. Portanto se eu fosse destacar um desafio de forma especifica no estudo da linguagem, ou como você disse -linguagens- seria o fato de estar ela tão relacionada ao ser humano, que é por natureza complexo, incompleto e evolutivo e sendo a linguagem inerente a ele sofre, ou se presta a todas as nuances desse ser.

Linguagens Midiáticas SALA DE AULA: Sala de Aula: Um Espaço Entreaberto para a Linguagem Midiática Luiz Claudio Abreu Resumo: O avanço tecnológico atual permitiu o desenvolvimento de diferentes linguagens midiáticas que por sua vez alteraram as maneiras de processar a informação pelos sujeitos da contemporaneidade. A escola diante destas mutações não pode ficar alheia aos novos processos comunicacionais. Palavras-chave: Linguagem audiovisual, escola e Sociedade da Informação. Discutir sobre as mutações observadas na atualidade constitui, sem dúvida, uma atividade complexa e ousada.

Linguagem Midiática: Autoria e Coautoria Introdução As novas linguagens midiáticas têm sido uma importante aliada no processo de desenvolvimento e assimilação do conhecimento. A utilização das mídias no ensino escolar vem trazendo mudanças nas formas de ensinar e aprender. Com o emprego delas nas instituições educacionais, professores e alunos direcionam novos olhares no campo comunicacional, cada um apresentando performances distintas de apropriação das técnicas de informação e comunicação, incorporandoas na prática do dia-a-dia. Sobre isto, Jacinski e Faraco, ao comentarem especificamente acerca das tecnologias audiovisuais, relatam que: As próprias tecnologias audiovisuais incorporam-se de tal modo nas relações sociais e na subjetividade que não podem ser encaradas como meras ferramentas, mas como novas linguagens ou novos modos de significar o mundo.

Analítica da linguagem radiofônica: um novo olhar sobre o rádio O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader). Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo. Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil. Tela cheia Tela padrão Métricas do Artigo

Utilizando as Mídias na Educação Mídia e Educação: A educação escolar das infâncias na sociedade midiática: desafios para a prática pedagógica Compartilhamos parte do artigo "A educação escolar das infâncias na sociedade midiática: desafios para a prática pedagógica", de Aldo Pontes (foto) e Heloisa Dupas de Oliveira Penteado, publicado na Revista Olhar de Professor, nº 14, Volume 1, Caderno Temático Educação e Mídias. Aldo Pontes é Doutor em Educação pela USP. Professor auxiliar da Universidade São Francisco (USF) e docente associado I da Faculdade de Tecnologia de Indaiatuba-SP. Reflexões sobre a cultura midiática na educação física escolar: o que temos e o que tememos? 1 / 1 Introdução Vivemos numa sociedade onde a cada segundo, milhares de informações são oferecidas diariamente aos nossos jovens, configurando uma nova visão cultural na qual dimensões geográficas, línguas estrangeiras e encontros com diversos tipos de objetos não se tornam empecilhos para comunicação, exercendo assim, influência constante sobre os saberes dos jovens. Constatando esta influência como problemática, torna-se função da escola buscar novas estratégias e novos olhares para tal prática, atendendo as demandas futuras, tendo de crescer em número e em complexidade para anuir relevância que possam ter significância no cotidiano dos educandos. A mídia, como fenômeno importante na cultura entre os jovens, ganha uma forte influência no campo pedagógico, tornando-se evidente sua influência no âmbito da cultura corporal de movimento, sugerindo diversas práticas corporais, reproduzindo-as, mas também as transformando e constituindo novos modelos de consumo (BETTI, 2003).

Revista e-scrita: Revista do Curso de Letras da UNIABEU Resumo Se um dos objetivos do sistema educacional é contribuir para a formação integral, deve-se considerar a influência da mídia e suas linguagens na tradução sutil da ideologia dominante na sociedade capitalista. Através da mídia criam-se demandas relacionadas à aquisição de objetos de consumo, buscando dessa forma o preenchimento do desejo e a implantação de necessidades supérfluas. Nosso objetivo foi investigar a propaganda como um tipo de discurso midiático que coloca os sujeitos em uma posição desejante.

Related:  reneesalvador