background preloader

Tanize

Facebook Twitter

Tanize Angonesi

Doença Transmitida por Alimento (DTA) Doenças transmitidas por alimento (DTAs) são todas ocorrências clínicas consequentes à ingestão de alimentos que possam estar contaminados com microorganismos patogênicos (infecciosos, toxinogênicos ou infestantes), toxinas de microrganismos, substâncias químicas, objetos lesivos ou que contenham em sua constituição estruturas naturalmente tóxicas, ou seja, são doenças conseqüentes da ingestão de perigos biológicos, químicos ou físicos presentes nos alimentos.

Doença Transmitida por Alimento (DTA)

Um surto de DTA é definido como um incidente em que duas ou mais pessoas apresentam uma enfermidade semelhante após a ingestão de um mesmo alimento ou água, e as análises epidemiológicas apontam os mesmos como a origem da enfermidade. Entretanto, um único caso de botulismo ou envenenamento químico pode ser suficiente para desencadear ações relativas a um surto devido à gravidade desses agentes. Para que uma DTA ocorra, o patógeno ou sua(s) toxina(s) deve(m) estar presente(s) no alimento ou água.

Arquivos: Tanize Angonesi. UFRGS faz mapeamento e divulga lista com mais de 300 aplicativos educacionais para dispositivos móveis. 300 aplicativos livres e para Android Um trabalho realizado pelo professor Paulo Francisco Slomp e pelo estudante, do curso de Matemática, André Ferreira Machado.

UFRGS faz mapeamento e divulga lista com mais de 300 aplicativos educacionais para dispositivos móveis

O projeto visa auxiliar o aprendizado em sala de aula, oferecendo ferramentas de tecnologia da informação. Em resumo, o projeto consta de uma coleta e sistematização de dados de mais de 300 aplicativos que podem ser utilizados para promover a aprendizagem – todos livres e para plataforma Android. O resultado disso foi a criação e divulgação da Tabela Dinâmica Software Educacional Livre para Dispositivos Móveis. O objetivo é garantir dinamismo e auxiliar no aprendizado em sala de aula, abordando diversas matérias; bem como: Física, Geografia, Idiomas, Matemática, Química, entre outras.

Conforme nota da imprensa da UFRGS, o professor explica que a listagem está organizada para que os usuários possam encontrar facilmente o que necessitam. A tabela exibe inicialmente o ordenamento alfabético das áreas do conhecimento. UNESCO: Glossário de Terminologia Curricular ganha versão em português. Publicação editada pela UNESCO no Brasil reúne termos técnicos da área de educação e traz uma lista de expressões com a sua respectiva tradução em inglês.

UNESCO: Glossário de Terminologia Curricular ganha versão em português

Imagem: UNESCO/reprodução A UNESCO no Brasil lançou nesta terça-feira (22) a versão em língua portuguesa do ‘Glossário de Terminologia Curricular’. A obra traz uma lista de termos técnicos das áreas de educação básica e superior, com definições e significados, além de uma tabela de correspondência dos termos em português e inglês. A nova versão contém ainda notas sobre o contexto brasileiro que auxiliam a compreensão do vocabulário internacional de educação. Em um universo em que cada expressão pode comportar inúmeras definições, explicou a agência da ONU, o Glossário servirá de referência, auxiliando o trabalho e a compreensão do público interessado em educação. A obra original, em inglês, foi publicada em 2013 pelo Bureau Internacional de Educação da UNESCO (UNESCO-IBE, na sigla em inglês), em Genebra, na Suíça.

EPILAB - Laboratório de Epidemiologia Veterinária da UFRGS. No dia 3 de julho de 2009 foi inaugurado oficialmente o Laboratório de Epidemiologia veterinária (Epilab) da Faculdade de Veterinária da UFRGS.

EPILAB - Laboratório de Epidemiologia Veterinária da UFRGS

A construção do laboratório foi viabilizada pelo CNPq através do edital jovens pesquisadores. A missão principal é de oportunizar o aprendizado de análises bioestatísticas e métodos analíticos em epidemiologia por bolsistas de graduação, pós-graduação e profissionais atuantes no serviço veterinário oficial no âmbito estadual e federal. O laboratório está equipado com dois servidores, sete estações em rede e projetor multimídia que servirão para ministrar aulas no Programa de Pós Graduação em Ciências Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, cursos de extensão e para o desenvolvimento de projetos de alunos vinculados ao laboratório.

Em todos os computadores estão instalados diversos pacotes estatísticos para realização das mais variadas análises estatísticas, análise de risco quantitativa e análise espacial.

Literatura e poesia

Mosquitos já transmitem 37 vírus no Brasil. São Paulo - Após o vírus zika surpreender com sua rápida disseminação e possível associação com a microcefalia, especialistas brasileiros alertam para os riscos de outras doenças virais transmitidas por mosquitos, as chamadas arboviroses.

Mosquitos já transmitem 37 vírus no Brasil

Nas últimas três décadas, mais que dobrou o número de arbovírus catalogados no Brasil. Segundo registros do Instituto Evandro Chagas, órgão referência em medicina tropical e vinculado ao Ministério da Saúde, já circulam no território nacional 210 arbovírus, ante 95 na década de 1980. Pelo menos 37 são capazes de provocar doenças em humanos e três deles chamam a atenção por já terem causado pequenos surtos em áreas urbanas. Uma delas é a febre do Mayaro, doença com sintomas parecidos com os da chikungunya e transmitida por mosquitos do gênero Haemagogus, mesmo vetor da febre amarela silvestre. A arbovirose já foi registrada em vários Estados do Norte e Centro-Oeste. Biblioteca Virtual do Ministério da Saúde – BVS MS.

BVS - Doenças Infecciosas e Parasitárias. Informe Epidemiológico do SUS.

Saúde Pública e Indicadores