CULTURE + CITY

Facebook Twitter

Março é Moda na Baixa-Chiado. A estação Baixa-Chiado PT Bluestation é mais uma vez palco de uma agenda agitada; março foi o mês escolhido e moda é a palavra-chave.

Março é Moda na Baixa-Chiado

O programa é da autoria de Rita Rolex, responsável pelo gabinete de relações públicas da ModaLisboa e co-diretora do Estoril Fashion Art Festival, que, inspirada no interior arquitetónico da estação, lançou a questão: "não é o metro, afinal, o corredor urbano por excelência? ". Como já é habitual, todos os eventos são de entrada livre, e desta vez a multiplicidade de iniciativas inclui desde dicas personalizadas de styling da Pulp Fashion, à construção de um vestido com os Storytailors ou até a possibilidade de ser fotografado como um dos mais bem vestidos do dia.

Para anotar na agenda: Sexta-feira, dia 9 (21h – 22h) - Palco instantâneo: Da Chick A DJ Da Chick desce à estação para mais um palco instantâneo. Terça e quarta-feira, dia 13 e 14 (17h - 19h): Outra Face da Lua A Outra Face da Lua abre uma “delegação” na Baixa-Chiado PT Bluestation durante dois dias. Untitled. Free Love in Times Square. BIG♥NYC sculpture ©Courtesy Times Square Alliance For decades Times Square has been a destination for the New Year's Eve countdown.

Free Love in Times Square

Now it could be a romantic rendezvous for Valentine's Day with events scheduled in the heart of New York City called "Free Love in Times Square. " For the 4th year, the Times Square Alliance commissioned a public Valentine sculpture for the pedestrian walkway in celebration of February 14. Touch this year's giant heart installation and it beats faster. Hold hands or kiss and the interactive work glows brighter.The 10-foot (over 3 meters) tall cube of 400 transparent LED light tubes creates what looks like a glowing red heart floating in the middle of acrylic rods.

Designed by the architects of Bjarke Ingels Group, the BIG♥NYC sculpture consists of materials that reflect "the movement, lights, the masses" of Times Square, states the press release, brought to life through the energy of the crowds. Ça fait du bien. PUBLIC ART - Armory Arts Week. Armory Art Show Houses Multitude Of Talent. The Armory Show at Piers 92 and 94 opens to the public Thursday as Art Fair week in the city continues.

To view our videos, you need to enable JavaScript. Learn how . install Adobe Flash 9 or above. Install now . Then come back here and refresh the page. It's gallery hopping, without the hopping. Founder Paul Morris gave NY1 a tour Wednesday. "You'll get to see new work right out of the studio before anyone else does. Now if you do want to buy something, but not in the six figure range, look for the emerging artists. "Within the lounge are artist multiples or posters created by the artists presented here and they're all free. Meantime, those looking to take a break from the displays won't have to go far with a nearby lounge crafted on creation. "The architects that designed the fair furnished this lounge with chairs they found on the street.

Admission is $30, or $60 for the full four days. Nova Iorque está a transformar cabinas telefónicas obsoletas em mini-bibliotecas (com fotos) Publicado em 29 de Fevereiro de 2012.

Nova Iorque está a transformar cabinas telefónicas obsoletas em mini-bibliotecas (com fotos)

Apesar de os cidadãos nova-iorquinos possuírem 17 milhões de telemóveis, a Grande Maçã ainda preserva, nas suas ruas, 13.659 cabinas telefónicas. Foi a pensar nesta estatística que o Departamento de Melhoramento Urbano decidiu transformar estes pedaços obsoletos de metal em mini-bibliotecas, como nos conta o arquitecto de intervenção urbana John Locke, responsável pela ideia.

Locke, que tem nome de visionário, colocou dentro das cabinas uma infra-estrutura de madeira – cor-de-laranja e com dez divisórias para livros – criando uma forma inteligente de lhes dar uma nova vida e contribuindo para a vida em comunidade. Os livros foram doados pelos cidadãos. A primeira instalação, porém, não foi bem-sucedida. Em cada livro foi também colocado um logo a pedir aos cidadãos para trocarem o livro – e não o levarem. O projecto pode não estar perfeito, mas vai estender-se a outras ruas nova-iorquinas. Global Cities.