Nova lei de direitos autorais: retrocesso Nova lei de direitos autorais: retrocesso Por Tatiana de Mello Dias | Publicado originalmente em Link Estadão | 4 de dezembro de 2011, 18h33 MinC inclui mecanismo de remoção de conteúdo na reforma da Lei de Direito Autoral e propõe um registro de obras obrigatório SÃO PAULO – Manter um blog de MP3 poderá ficar ainda mais difícil no Brasil. O Ministério da Cultura [MinC] finalmente fechou o texto da nova Lei de Direitos Autorais. Se sancionado pela presidente Dilma Rousseff, detentores de direitos podem pedir a remoção de conteúdo de blogs e sites sem a necessidade de ordem judicial.
A Fundação Biblioteca Nacional (FBN/MinC) anunciará, na próxima quinta-feira, 13 de outubro, na Feira do Livro de Frankfurt, na Alemanha, o Programa de Internacionalização do Livro e da Literatura Brasileira. O pacote prevê uma série de ações e incentivos, até 2020, para aumentar a exportação de livros e a venda de direitos autorais de escritores brasileiros para outros países. O conjunto de iniciativas prevê desde a concessão de bolsas de tradução e apoio à reedição de autores nacionais no exterior como a criação de programas de residência de tradutores estrangeiros no Brasil e intercâmbios de escritores brasileiros para que eles possam lançar seus livros e participar de entrevistas, leituras de suas obras e palestras em bibliotecas e universidades em outros países. Fundação Biblioteca Nacional anuncia programa de internacionalização Fundação Biblioteca Nacional anuncia programa de internacionalização
The Best Online Tools for Content Curation A content curation tool lets you pull videos, images, presentations, tweets, blog posts and other web content into a bundle which you can then easily embed and share on the web. Let’s say your team has just launched a new product at some conference and they have asked you to collate all the conversations and buzz happening around that product on various websites, blogs and social sites. You have to act fast because the stuff that gets shared on the real-time web often gets buried almost as quickly. So how should you go about collecting stuff around the Internet? Should you just save everything that’s being said to your browser bookmarks? Or maybe put all the web clippings in an Excel sheet as that would be easy to share? The Best Online Tools for Content Curation
São Paulo (SP) - O Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE) apresenta, no dia 28 de setembro, a palestra e-Books e o Mercado Editorial . Os palestrantes são José Fernando Tavares, fundador e diretor de operações da editora Simplíssimo , e Stella Dauer, designer e especialista em gadgets , que trabalha com livros desde 2006 e divulga o livro digital desde 2009. A palestra discute o papel e o futuro dos livros digital e impresso, e a situação do mercado editorial. Os interessados não precisam se inscrever para participar do evento. Profissionais de editoração debatem sobre e-books e mercado editorial Profissionais de editoração debatem sobre e-books e mercado editorial
O trabalham os detetives digitais Simon Stratford / SXC Os analistas e as máquinas de rastrear ameças da Kaspersky bloqueiam um vírus a cada 2 segundos Moscou -- Instalado diante de seu computador de mesa no Kaspersky Lab, no quarto andar de um superprotegido edifício no noroeste da cidade, nas proximidades da estação de metrô Oktyabrskoye Pole, o analista Sergey Golovanov ajeita os óculos e coça o longo cavanhaque que lhe dá um ar de personagem de um conto do romancista Fiódor Dostoiévski. O trabalham os detetives digitais
O papel do bibliotecário na gestão do conhecimento
O registro de chapas poderá ser realizado até 3 de outubro
Como trabalhar nas empresas dos sonhos dos brasileiros Como trabalhar nas empresas dos sonhos dos brasileiros A prata da casa está valendo ouro. Segundo pesquisa da consultoria Universum, que ouviu quase 19 mil alunos de mais de 70 universidades, das 15 empresas dos sonhos de estudantes brasileiros, 9 são nacionais. O ranking foi formado com a soma das cinco primeiras opções de alunos de seis áreas: Comércio e Negócios; Engenharias; Ciências Naturais; Humanidades, Artes e Educação; Direito; e Tecnologia da Informação. Para Bruna Azevedo, ex-trainee da Braskem, estar numa empresa brasileira ajuda na ascensão.
Várias maneiras de disponibilizar seu currículo online
Guia de carreiras: biblioteconomia Considerado organizador de informações e dicionário de sinônimos, o bibliotecário não vê seu mercado de trabalho ameaçado pela internet. Pelo contrário, William Okubo, de 36 anos, bibliotecário da Mário de Andrade, em São Paulo, diz que toda a informação, independente do formato, precisa ser organizada, e sites como o Google acabam ampliando o mercado para estes profissionais. Conheça um pouco mais sobre a profissão no Guia de Carreiras desta terça-feira (8). “Nem sempre a informática tem a solução para tudo. Organizar a informação será sempre necessário, por mais que a tecnologia se desenvolva, o homem estará por trás dela”, afirma Okubo. Para Okubo, enciclopédias e dicionários podem cair em desuso, porém as bibliotecas ainda guardam documentos, memórias e histórias que não estão digitalizadas. Guia de carreiras: biblioteconomia