background preloader

Cine

Facebook Twitter

Filmes. Título original: 500 Days of SummerLançamento: 2009 (EUA)Direção: Marc WebbRoteiro: Scott Neustadter / Michael H. WeberGênero: Drama / RomanceDuração: 95 minTipo: Longa-metragemElenco: Joseph Gordon-Levitt …….. Tom Hansen Zooey Deschanel …………. Summer Finn Geoffrey Arend ………….. McKenzie Chloë Grace Moretz ………. Rachel Hansen Matthew Gray Gubler ……… Paul Clark Gregg …………….. VanceIMDB: Sinopse: Tom, jovem tímido, formou-se em Arquitetura, mas trabalha escrevendo cartões de felicitação. Tamanho: 691MbFormato: AVIIdioma: InglêsLegenda: Português Título original: Ladri di BicicletteLançamento: 1948 (Itália)Direção: Vittorio de SicaRoteiro: Luigi Bartolini / Cesare ZavattiniGênero: DramaDuração: 93 minTipo: Longa-metragemElenco: Lamberto Maggiorani ……….

A estória se passa logo após a Segunda Grande Guerra, com a Itália destruída e o povo passando necessidade. Tamanho: 692MbFormato: AVIIdioma: ItalianoLegenda: Português Paris, 1830. Fotografía y Cine - OneDrive. Contracampo :: revista de cinema. Zano (Romain Duris) e Naima (Lubna Azabal) estão na Argélia: franceses, namorados, caminham sozinhos na direção oposta a da multidão, misturando-se com ela. Neste plano emblemático de Exílios, Tony Gatlif (prêmio de melhor direção no Festival de Cannes) promove a migração inversa dos personagens, os quais, em busca das lembranças perdidas, entram em contato físico e corpóreo com a realidade sócio-cultural árabe - que, a princípio estranha, acaba por construir a identidade e a memória afetiva do casal.

Exílios abre com plano fechadíssimo nas costas de Zano que, nu, observa o movimento das ruas a partir de seu apartamento, enquanto música unindo motivos árabes e technos – que não se sabe, de início, fazer parte ou não da diegese do filme – fala sobre a necessidade de ouvir os ausentes. À proposta de Zano, Naima aceita ir à Argélia. Trata-se do ato de in-corporar, através do que o casal apreende e mergulha na realidade alheia que se lhes apresenta. Paulo Ricardo de Almeida. Cinema Libre | Filmes em domínio público completos e legendados! Modelos de storyboards. The-psychomagical-realism-of-alejandro-jodorowsky. Photo In September, on the day of the Paris premiere of “The Dance of Reality,” his first movie in 23 years, Alejandro Jodorowsky, the Chilean-born filmmaker, learned that he was now an asteroid — 261690 Jodorowsky — as the International Astronomical Union had named a three-mile-wide chunk of rock orbiting between Mars and Jupiter.

For a man whose life has been defined by cosmic ambitions, the honor seemed almost expected. Jodorowsky is now 85, but he remains spry and intense. I visited him two days after the premiere in his professorial apartment near the Place de la Bastille, a book-and-plant-filled domain he shares with his third wife, Pascale Montandon-Jodorowsky, who is 43 years his junior. Jodorowsky was already thinking about his next film project. Written, directed, scored by and starring Jodorowsky, “El Topo” was an ultraviolent Western with a potent mix of Eastern spirituality and European art house surrealism. But now Jodorowsky the filmmaker is legitimately back. “No, no.

Dez documentários que irão mudar suas ideias sobre alimentação. Eles debatem obesidade, uso descontrolado de agrotóxicos, crueldade com animais. E propõem encarar boa comida como parte essencial da cultura humana Por Constantino Oliveira, no Obvious Acredito que o ser humano se condiciona a determinados hábitos para facilitar a sua vida diária na sociedade. Criamos rotinas, processos e conceitos sociais para vivermos de forma harmoniosa entre nossos pares e para usufruir de um convívio pacífico e prazeroso.

Muito do que fazemos são heranças atávicas de como os nossos pais nos criaram e dos valores que nos foram passados durante a nossa infância. E essa cultura e seus valores estão impregnados no nosso inconsciente, fazendo com que nos comportemos de uma ou de outra maneira. Assim, a nossa relação com a comida é também exercida, na sua maior parte, de maneira inconsciente. A comida também serve como um refúgio psicológico contra o estresse. Abaixo, segue a relação dos dez documentários que achei mais interessantes. 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. ARAGUAYA conspiração do silencio. Siete películas porno mejores que la última de Lars von Trier | Icon.

"Hubo dos cosas que me negué a hacer en Nymphomaniac: masturbar a un actor porno y aparecer en el mismo plano con él mientras se masturbaba". Son palabras de Charlotte Gainsbourg, protagonista de la última criatura de Lars Von Trier. El realizador de la provocación estrena el 25 de diciembre –oportunísima fecha– su filme sobre la vida de una ninfómana, donde el personaje encarnado por la hija de Jane Birkin narra qué significa eso de vivir con una adicción al sexo en el historial de trastornos personales.

La película contiene escenas explícitas, de sexo anal y oral a tres bandas, un montaje de penes y cuestiones masoquistas. La debutante Stacy Martin contó con una doble para las escenas más embarazosas. Cabe imaginar que lo de excitar no sea la intención de Lars von Trier, que lo que este señor intenta es hacer otra cosa más profunda. 1. Si Miguel Mihura se hubiera dedicado al porno, probablemente habría firmado esta fascinante pieza. 2. 3. 4. 5. 6. 7. ‘Is the Man Who Is Tall Happy?,’ a Michel Gondry Documentary. An easygoing, sometimes tough-going meander through the world of ideas, the animated documentary finds the French director playing wide-eyed student to none other than .

They’re a charmingly unpredictable, appealing match. Mr. Gondry, best known for films like and “The Green Hornet,” has occasionally dipped into documentary, with titles like the expansive “Dave Chappelle’s Block Party” (in which the comic hosts a rocking Brooklyn block party) and the considerably more hermetic (about Mr. Gondry’s aunt and her son). Sundance Selects A scene from the documentary “Is the Man Who Is Tall Happy? Michel Gondry, right, interviewing Noam Chomsky. Noam Chomsky is, well, Noam Chomsky: the linguist, philosopher and spectacularly prolific author — he has more than 100 books to his name — who’s often better known for his leftist politics. Mr. Among their topics is the sentence that gives the movie its title and that Mr.

When Mr. One of the pleasures of the movie, though, is that Mr.