background preloader

Astronomia

Facebook Twitter

Nasa encontra elemento essencial para vida em Marte: água. São Paulo – A Nasa anunciou que descobriu evidências de que Marte tem água líquida.

Nasa encontra elemento essencial para vida em Marte: água

A existência ou não de água em Marte tem sido tema de debate por anos entre cientistas. "Foram várias naves espaciais ao longo de vários anos para resolver este mistério, e agora sabemos que há água líquida na superfície deste frio, deserto planeta", disse Michael Meyer, cientista-chefe do Programa de Exploração de Marte da NASA, em um comunicado. A água é tida como elemento fundamental para a vida como a conhecemos. Além disso, a existência de água líquida também poderia facilitar futuras missões tripuladas para o planeta. Assim, a descoberta é extremamente importante, já que ela abre portas para outra questão: é possível ter vida em Marte? "A presença de água em estado líquido na superfície de Marte aponta que há ambientes que são mais habitáveis do que se pensava”, disse Lujendra Ojha, do Instituto de Tecnologia da Geórgia, e membro do estudo ao site Space. ESA.

Gemini Observatory: Exploring The Universe, Sharing Its Wonders. Thermonuclear Art – The Sun In Ultra-HD (4K) 1 Minuto de Astronomia. 25 curiosidades sobre as luas do Sistema Solar. Agência espacial capta 'canto' de cometa. O "canto" do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, divulgado pela Agência Espacial Europeia na internet, virou um mistério para cientistas e internautas.

Agência espacial capta 'canto' de cometa

Ouça a 'música' Na quarta-feira, em um feito inédito, um robô do tamanho de uma máquina de lavar roupas, a sonda Philea, conseguiu pousar no cometa. A análise da composição da superfície do corpo celeste pode oferecer novas pistas sobre a formação do Sistema Solar e da vida na Terra. A música –como os próprios pesquisadores se referiram a ela– foi captada pela nave espacial Rosetta e é inaudível para o ouvido humano. Para que pudesse ser ouvida, seu volume teve que ser aumentado cerca de 10 mil vezes. "Isso é emocionante porque é completamente novo para nós. Segundo o blog, o barulho provavelmente é produzido pela atividade do cometa, que libera partículas neutras para o espaço, onde elas colidem com as partículas de alta energia.

Aniversário de 25 anos do telescópio Hubble. As Origens do Universo. Astronomia e Astrofisica. Faça a incrível nebulosa na garrafa. Nebulosas são aquelas nuvens de gás e poeira que estão no espaço, elas são de encantar qualquer um com a beleza de suas cores e de seu formato.

Faça a incrível nebulosa na garrafa

Mas você imaginou ter uma dessas (ou quase ter), em suas próprias mãos? Siga as instruções abaixo e faça a sua. Você vai precisar de: Uma garrafa de vidro (ou plástico) transparente; Pigmento ou corante de qualquer cor; Glitter; Água; E algodão. Primeiramente, coloque a água na garrafa até a metade, depois ponha alguns pedaços de algodão dentro da garrafa e logo após derrame um pouco de glitter junto com o algodão e a água. Você fez? Enviado por nossos fãs: Gira, gira, sem parar.

Satélites são corpos celestes que orbitam planetas, planetas anões e asteroides.

Gira, gira, sem parar

Orbitar significa movimentar-se em torno. Os planetas orbitam o Sol. Os asteroides também orbitam o Sol, assim como os cometas. Todos os satélites são corpos sólidos. Alguns são feitos de rocha, como a Lua. Europa, satélite de Júpiter pouco menor que a Lua, é todo recoberto por uma camada de gelo. A Lua é um típico satélite rochoso, com diferentes tipos de terreno. Júpiter também tem um satélite rochoso pouco maior que a Lua, mas com a maior atividade vulcânica conhecida.

Mas o satélite que desperta maior interesse científico é Titã. Ele apresenta estações sazonais. Saturno é um belíssimo planeta, com um conjunto de anéis exuberante. NASA Goddard. O que é um planeta? Embora muitas pessoas podem apontar para uma imagem de Júpiter ou Saturno e chamá-lo de planeta, a definição desta palavra é muito mais subtil e mudou ao longo do tempo.

O que é um planeta?

Muitos astrónomos decidiram criar uma nova definição, em 2006, após a descoberta de vários mundos à margem do sistema solar - uma decisão que permanece controversa. A União Astronómica Internacional (IAU) definiu um planeta como um objeto que: Orbita o Sol Tem massa suficiente para ser redondo ou quase redondoNão é um satélite (lua) de outro objetoRemoveu detritos e pequenos objetos da área em torno da sua órbita A IAU também criou uma nova classificação, "planeta anão", que é um objeto que atende aos critérios planetários, exceto no que toca ao ter removido o entulho da sua vizinhança orbital. Esta definição significa que Plutão - considerado um planeta atualmente - foi rebaixado e reclassificado como um planeta anão. Origem do Planeta. Qual a origem do nome dos planetas do sistema solar? Os primeiros a batizar planetas foram os sumérios, povo que ocupava a região da Mesopotâmia (atual Iraque) há 5 mil anos.

Qual a origem do nome dos planetas do sistema solar?

Eles já haviam identificado cinco "estrelas" que se moviam no céu, enquanto as demais permaneciam paradas, e acreditaram que fossem deuses. De acordo com as características de cada uma, elas ganharam nomes relacionados com as divindades. Séculos depois, os romanos adaptaram os nomes dos planetas de acordo com suas próprias divindades. As cinco estrelas dos sumérios ganharam novos nomes: Enki, a que se movia mais rápido, recebeu o nome de Mercúrio, o veloz mensageiro dos deuses. Vênus, a deusa da beleza, batizou a mais brilhante das estrelas, Inanna. Telescópios na Escola. Viagem Pelo Universo.