background preloader

Crowdfunding Social

Facebook Twitter

Welcome to Forbes. Solidarium entra no Unreasonable: um caso de sucesso com crowdfunding e negócios sociais. A Solidarium é uma empresa social, sediada em Curitiba/PR, que se dedica a desenvolver uma rede de comércio justo.

Solidarium entra no Unreasonable: um caso de sucesso com crowdfunding e negócios sociais

Recentemente, foi aprovada em um programa internacional de mentoria e networking com investidores, realizado pelo Unreasonable Institute, graças a ter alcançado 8 mil dólares em pequenas doações feitas por 116 pessoas. Crowdfunding é um crowdsourcing de micro-financiamento. Ou seja, quando o público faz contribuições em dinheiro. Negócios sociais são aqueles que funcionam como empresa mas tem missão de oscip – também são chamado de setor 2,5 por compartilharem características de organizações privadas e civis.

A Solidarium já tem acordos comerciais com Walmart, Tok Stok, Lojas Renner e já conquistou o prêmio Empreendedor Artemisia e foi finalista do Prêmio Globo Generosidade. Veja a lista de doadores-investidores. O amadurecimento do modelo crowdfunding no Brasil  Vivo lança site de crowdfunding para apoiar projetos sociais e estimular redução do consumo de papel. A Telefônica Vivo acaba de lançar, em parceria com a Fundação Telefônica Vivo, um projeto inédito no mercado de telecom que utiliza o conceito de crowdfunding – financiamento coletivo para a arrecadação de fundos em prol de causas sociais.

Vivo lança site de crowdfunding para apoiar projetos sociais e estimular redução do consumo de papel

Por meio do Vivo Conta Online Solidária, o cliente que possui um serviço de celular pós pago ou controle e optar por não receber mais sua conta em papel, além de contribuir com o meio ambiente, poderá indicar um dos projetos sociais parceiros da ação. Eles receberão mensalmente o valor que seria gasto com a impressão e postagem da fatura, até que a meta do projeto escolhido seja atingida. Participar é simples. Basta acessar www.contaonlinesolidaria.com.br e fazer a opção pela conta online. The 6 Waves to Watch in the World of Crowdfunding. How crowdfunding will evolve over the next decade.

As traditional donor budgets continue to dwindle, the search for innovative financing solutions is on, and crowdfunding seems to be on everyone’s mind.

How crowdfunding will evolve over the next decade

While the tool “is no silver bullet,” NGOs and social enterprises are increasingly looking to crowdfunding platforms to help connect efficiently to aid agencies, foundations and other people that are willing to help and invest in their ideas, Kiva President Premal Shah told Devex’s Kelli Rogers in this video interview on the sidelines of the Clinton Global Initiative’s annual meeting in New York. In the next decade, he explained, expanded access to mobile technology will enable crowdfunding to become a much more common way of doing good. Um olhar estratégico sobre o Crowdfunding Social - Blog Soul Social : Blog Soul Social.

Por Thiago Ribeiro Quando olhamos para o estágio atual de desenvolvimento do Crowdfunding Social (ou Financiamento Coletivo de Causas) no Brasil, nos deparamos com uma realidade de grandes restrições.

Um olhar estratégico sobre o Crowdfunding Social - Blog Soul Social : Blog Soul Social

Por um lado, verificamos o despreparo da maioria das organizações para explorá-lo de forma consistente. Por outro, o predomínio de uma visão paternalista sobre o papel do Estado, que ecoa tanto nas pessoas, quanto nas instituições e acaba por restringir o alcance dessas ações. Captar recursos através do financiamento coletivo pressupõe um esforço considerável e um investimento de tempo não desprezível para que se alcance os resultados desejados. Muitos se iludem e acreditam que seu projeto irá “viralizar” e se viabilizar como em um passe de mágica, mas essa não é a realidade. Atualmente, menos da metade dos projetos que chegam a ser expostos pelas plataformas se financiam (sem considerar o grande número daqueles que não vão ao ar por falta de consistência). Novas perspectivas para a ciência com o ‘crowdfunding’

Projetos sociais embarcam na onda do crowdfunding. RIO - Ao aliar pequenas doações e engajamento social, o crowdfunding, financiamento coletivo que já é amplamente usado em projetos culturais, tem ganho espaço também no terceiro setor.

Projetos sociais embarcam na onda do crowdfunding

Com menos fonte de recursos desde que o Brasil deixou de ser considerado um país pobre, as ONGs pequenas e médias e os empreendedores sociais têm aproveitado a oportunidade para angariar recursos para projetos localizados e de curta duração, como contribuir para a reforma de um hospital ou a compra de um equipamento. Um exemplo de campanha social ambiciosa esteve na plataforma americana Kickstarter em outubro. A dupla de holandeses Jeroen Koolhaas e Dre Urhahn conseguiu levantar US$ 100 mil entre usuários da rede para pintar casas na Vila Cruzeiro, no Rio. A dupla já deixou sua marca no Santa Marta. Dessa vez, conseguiu mais recursos para que mais uma centena de casas da Vila Cruzeiro ganhem novas cores. - A burocracia é reduzida, o risco é zero, ganha-se agilidade. Na rede, mais independência. Crowdfunding para projetos sociais. Para quem sonha em ajudar a incluir um portador de necessidades especiais no mercado de trabalho, apoiar quem leva sorrisos a quem está nos hospitais ou resgatar crianças e jovens que vivem em risco social, mas não tem dinheiro para viabilizar seu projeto, o crowdfunding (financiamento coletivo, como já foi batizado no Brasil) é uma opção acessível e cada vez mais confiável.

Crowdfunding para projetos sociais

Na KICKANTE (www.kickante.com.br), nova plataforma que acaba de estrear no Brasil, a possibilidade de as ONGs nas áreas social e ambiental alcançarem resultados mais expressivos em suas campanhas é mais alta, já que esta é a primeira do segmento a aceitar doações parceladas. Além disso, a KICKANTE oferece descontos especiais para ONGs e dois modelos de campanha: flexível e ´tudo ou nada´. Ou seja: mesmo que o volume não seja alcançado, o dono da ideia recebe os recursos doados.