Geral

Facebook Twitter
Desenhos Animados Desenhos Animados "Chris Cross" é uma série juvenil de ficção inglesa-canadiana de 1993. A série de apenas 13 episódios foi produzida pela Central TV, Cinar, School Daze Productions Inc.,Ultimate Films Ltd., e pela Showtime Networks.
O seu funcionamento era bastante interessante, pois no interior do cartucho, havia apenas uma bobina, onde a fita se encontrava em loop, ou seja, só andava para a frente, não se podia recuar. Se se quisesse ouvir a mesma música tinha-se de avançar a fita toda até chegar de novo ao início da música! Relembro-me que ainda tive um leitor deste tipo de cartuchos em casa, fantástico, com umas linhas muito sóbrias e direitas, como era típico da altura. Marco Paulo, Paulo Alexandre com o seu “Vinho Verde” e Roberto Carlos eram alguns dos títulos que tinha na minha colecção de “8 pistas”. O que vos falo hoje, é provavelmente uma das minhas sagas preferidas do cinema. Trata-se da quadrilogia Alien, que tanto nos assustava desde miúdos quando transmitidos na TV a altas horas da noite, e mesmo assim insistíamos em ver. os verdes anos - O Blog revivalista dos anos 80 os verdes anos - O Blog revivalista dos anos 80
O Transatlântico O Transatlântico Quinta-feira, 29 de Setembro de 2011 Terça-feira, 19 de Abril de 2011 Floor Plan I. M.
A Geografia das Curvas | Nada é recto Abr10 Pensas que vou foder-te Pensas que vou foder-te como se fosses um frango assado, mas viro-te de barriga para baixo e puxo os teus braços para trás, que prendo como uma chave enquanto te seguro os... Abr08 Sei eu. A Geografia das Curvas | Nada é recto
vida breve Fernando Pessa morreu aos cem anos e quatorze dias no Curry Cabral, após um longo internamento dramatizado pelos jornais. Quando entrou não era ainda centenário, injustiça cósmica que deu origem a manchetes encorajadoras: “Está quase, Fernando”. “Aguenta, Pessa”. vida breve
Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014 por Daniel Oliveira Terça-feira, 21 de Janeiro de 2014 por Pedro Vieira durante estes anos, e de forma intermitente, tentei oferecer o retrato do país que às vezes dispensa palavras. agora que a corda do nosso relógio decrescente acabou, ainda por cima sem direito a canção dos ac/dc, agradeço aos meus camaradas de blogue e aos leitores. Arrastão: Os suspeitos do costume. Arrastão: Os suspeitos do costume.
cinco dias
Defendendo que, na Europa, não adianta fazer barulho porque não se está num bazar (quem disse?), Paulo Rangel quer convencer os leitores do Público, pelo menos, de que, mais do que regatear, o que importa é a credibilidade com que um governo se apresenta perante os seus pares europeus mais poderosos. Sabemos dos muitos aspetos envolvidos no conceito de credibilidade. Mas, claro está, à medida que a leitura do texto avança e tendo nós a realidade como referência, percebemos que «credibilidade» mais não significa aqui do que obediência e subserviência, e «bazar» um local onde as pessoas se comportam de maneira desrespeitadora da autoridade. Aspirina B Aspirina B