background preloader

Filmes

Facebook Twitter

Filmes Políticos. OS MELHORES LINKS DE CINEMA. Sites de pesquisa geral FREE - Busca em francês sites de pesquisa de cinema OMDB - Free Movie Database CINEBOOK - livros de cinema lançados no Brasil CINEMATOGRAFO (Cinema Italiano) DIREITO CULTURAL - Leis de Incentivo e Autorais eBAY ASIAN DB - Pesquisa sobre cinema asiático FILMFESTIVAL.COM - Tudo sobre festivais e prêmios. Arapa Rock Motor. 7ARTE FILMES RAROS. Film & Video. The following films are presented for educational and non-commercial use only.

Film & Video

All copyrights belong to the artists. About UbuWeb Film & Video UbuWeb is pleased to present hundreds of avant-garde films & videos for your viewing pleasure. However, it is important to us that you realize that what you will see is in no way comparable to the experience of seeing these gems as they were intended to be seen: in a dark room, on a large screen, with a good sound system and, most importantly, with a roomful of warm, like-minded bodies.

However, we realize that the real thing isn't very easy to get to. We realize that the films we are presenting are of poor quality. Please support these filmmakers and their distributors by purchasing their films. Distributors: Founded in 1962 and located in New York City, The Film-Maker's Cooperative distributes more than 5,000 films in all gauges as well as videos: www.film-makerscoop.com Venues: The following is a very short list of venues. Eyedrum (Atlanta) UbuWeb. Central de horror. Antonioni e a Trilogia da Incomunicabilidade (I) “Acho que o amor limita a pessoa.

Antonioni e a Trilogia da Incomunicabilidade (I)

Algo de errado que cria um vazio em volta” Valentina para Giovani em A Noite Segundo o ponto de vista de Seymor Chatman e Paul Duncan, na trilogia o cineasta Michelangelo Antonioni nos apresenta um mundo sem esperanças. “Gostaria de não amá-lo ou amá-lo muito melhor” Vittoria para Piero em O Eclipse Na opinião de Michelangelo Antonioni, os relacionamentos afetivos entre casais parecem nunca encontrar uma saída satisfatória. Nesse caso, para quê manter uma relação se não procuramos romper essa submissão aos fantasmas que nos mantém sob suas botas? Em princípio, poderíamos dizer que A Aventura (1960) é o filme mais enigmático da trilogia. Antonioni descrevia A Aventura como um filme de mistério invertido, referindo-se ao fato de não se encontrar a vítima ou a arma do crime. “Alguma certeza deve porém existir, se não a de amar bem, ao menos a de não amar” Dylan Thomas,poeta inglês do século XX. Crítica - O Desprezo (1963) “Andre Bazin disse: ‘O Cinema mostra-nos um mundo que cabe em nossos desejos.’O Desprezo é a história deste mundo.”Da narração inicial de O Desprezo.

Crítica - O Desprezo (1963)

Qualquer tipo de texto sobre um filme como O Desprezo (Le Mépris, 1963) só é cabível caso seja levada em consideração que tal texto é incapaz de existir verdadeiramente caso não seja ao menos ligeiramente didático. Em outras palavras, falar de um filme como O Desprezo é ter que comentar sua ordenação de acontecimentos, de inspirações e, sobretudo, de imagens. Jean-Luc Godard foi até a Itália filmar a adaptação de um romance de Alberto Moravia (responsável por outro livro que rendeu outro grande filme, O Conformista [Il Conformista, 1970], de Bernardo Bertolucci), nos estúdios da Cinecittá e em locação em Capri.

Brigitte Bardot protagoniza o filme, Fritz Lang faz uma participação como Fritz Lang. Em tela, uma espécie de adaptação da Odisséia, de Homero. *Um agradecimento especial a Roberto Federman, pela prestabilidade e gentileza. "MEDÉIA", DE PASOLINI - UMA TRADUÇÃO DESCONSTRUTORA. Medéia, de Pasolini uma tradução desconstrutora Ulysses Maciel (UERJ) Introdução O objetivo desta apresentação é apontar estratégias discursivas que levam à desconstrução da funcionalidade atribuída à personagem Medéia pelas interpretações modernas.

"MEDÉIA", DE PASOLINI - UMA TRADUÇÃO DESCONSTRUTORA

A objetividade fundou a teoria que definia mímesis como imitação do mundo sensível, ao mesmo tempo em que criou instrumentos de análise da obra poética que buscavam apreendê-la por uma ótica funcional. Nesta apresentação serão analisados os recursos estéticos presentes no filme Medéia, de Pier Paolo Pasolini, que desconstroem a forma discursiva fundada na objetividade. Vale lembrar que a experiência de Pasolini com a tragédia grega inicia com a tradução da Oréstia, de Ésquilo, a pedido de Vittorio Gassman, em 1959, conforme assinalado por Massimo Fusillo (FUSILLO, 1996) em La Grecia secondo Pasolini: mito e cinema.

O filme de Pasolini realizará, em duas vertentes, uma desconstrução do conteúdo de cultura presente no texto trágico. Os textos.