background preloader

Thinkers & Theories

Facebook Twitter

Karl Popper. Karl Raimund Popper CH FBA FRS[4] (28 July 1902 – 17 September 1994) was an Austrian-British[5] philosopher and professor at the London School of Economics.[6] He is generally regarded as one of the greatest philosophers of science of the 20th century.[7][8] Popper is known for his rejection of the classical inductivist views on the scientific method, in favour of empirical falsification: A theory in the empirical sciences can never be proven, but it can be falsified, meaning that it can and should be scrutinized by decisive experiments.

Karl Popper

If the outcome of an experiment contradicts the theory, one should refrain from ad hoc manoeuvres that evade the contradiction merely by making it less falsifiable. Personal life[edit] Family and training[edit] Karl Popper was born in Vienna (then in Austria-Hungary) in 1902, to upper middle-class parents. He worked in street construction for a short amount of time, but was unable to cope with the heavy labour. Academic life[edit] Honours and awards[edit] Filosofia e Vocação para Educadores - Caderno de Cultura. Giordano Bruno. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Giordano Bruno

Giordano Bruno (Nola, Reino de Nápoles, 15482 — Roma, Campo de Fiori, 17 de fevereiro de 1600) foi um teólogo, filósofo, escritor e frade dominicano italiano [carece de fontes] condenado à morte na fogueira pela Inquisição romana (Congregação da Sacra, Romana e Universal Inquisição do Santo Ofício) por heresia.1 É também referido como Bruno de Nola ou Nolano.3 Notas biográficas[editar | editar código-fonte] Origem e formação[editar | editar código-fonte] Filho do militar Giovanni Bruno e Fraulissa Savolino,4 seu nome de batismo era Filippo Bruno.2 Adotou o nome de Giordano quando ingressou na Ordem Dominicana, aos 15 anos de idade.2 No seminário, estudou Aristóteles e Tomás de Aquino, predominantes na doutrina Católica da época, doutorando-se em Teologia.

Suas ideias avançadas, porém, suscitaram suspeitas por parte da hierarquia da Igreja. Iniciou-se, então, o período de peregrinação de sua vida. Ideário[editar | editar código-fonte] Notas Referências. Giordano Bruno e a Física Quântica. Giordano Bruno. Artigo Pág. 5 Giordano Bruno: O homem, o mundo e o Renascimento Giordano Bruno apresenta uma das teorias filosóficas mais complexas de todos os tempos e é assim tido, inclusive por Giovanne Reale.

Giordano Bruno

Escreveu sobre muitas questões, desde a magia até a matemática. Firmou-se como um místico em suas interpretações do mundo, mas sua principal contribuição veio na sua teoria da infinitude do Universo, em que apresenta, também, uma visão teológica panteísta. Para Bruno, o homem jamais poderá conhecer Deus, posto que ele está além da capacidade do pensamento humano. No seu entendimento, Deus está acima da esfera do nosso pensamento, sendo mais relevante chegar a ele pela revelação do que pela inteligência. GIORDANO BRUNO CONDENADO PELAS IDÉIAS DE COPÉRNICO « Caiafarsa. A MENTIRA:.1594d > Igreja: Na Itália, na Igreja Católica, o padre Giordano Bruno, de filosofia, preso em nome do papa, por apoiar as teorias de Nicolau Copérnico Site Batista: Os acusadores citam a condenação de Giordano Bruno para “comprovar” a contradição Católica, afirmando que este foi condenado por defender as idéias do Padre Copérnico..A VERDADE DOCUMENTAL: Quem tem o mínimo de conhecimento histórico sabe que Giordano Bruno não foi condenado por sua defesa do sistema Copérnico como afirma os mentirosos, nem por sua teoria da pluralidade dos mundos habitados, mas por sua idéias teológicas repletas de erros, este afirmava, por exemplo, que Cristo não era Deus e sim um hábil mágico, que o espírito santo era a alma do mundo e que o Diabo seria salvo.

GIORDANO BRUNO CONDENADO PELAS IDÉIAS DE COPÉRNICO « Caiafarsa

Suas idéias e concepções: Isso é só um pouco dos erros teológicos propagados pelo herege..As idéias Panteístas e Materialistas de Giordano eram totalmente contrárias a doutrina Católica e foi isso que levou a sua condenação. Referências:(1) Giordano. ► Texto de ANTÓNIO MARINHO, talvez no semanário «O Expresso» Por ter adoptado a Teoria de Copérnico, segundo a qual a Terra e os outros planetas giram à volta do Sol, e admitido a infinitude do Universo, além de uma infinidade de mundos, Giordano Bruno foi queimado vivo pela Inquisição.

giordano

O episódio ocorreu a 17 de Fevereiro de 1600, em Roma Completaram-se na quinta-feira, dia 17, 400 anos sobre a morte de Giordano Bruno, queimado vivo pela Inquisição devido às suas teses filosóficas e científicas. A fogueira foi acesa pelas 18 horas na Praça das Flores, em Roma, exactamente no local onde desde 1884 está um monumento em sua memória. As chamas que lhe devoraram o corpo não lhe consumiram as ideias, as quais permaneceram e se disseminaram através dos tempos, vindo a influenciar filósofos tais como Schelling, Hegel, Krause e Leibniz, entre outros. Retrato de Giordano Bruno publicado numa edição da Gulbenkian, em Janeiro de 1978 A quinta tinha a ver com o movimento da Terra.